PF prende responsáveis pelo site de pirataria Mega Filmes HD

Por Redação | em 18.11.2015 às 12h13 - atualizado em 18.11.2015 às 16h02

Mega Filmes HD

Engana-se quem pensa que o Brasil passa longe das grandes operações contra a pirataria que acontecem nos Estados Unidos e Europa. Na manhã desta quarta-feira (18), a Polícia Federal desbaratinou o grupo responsável pelo site Mega Filmes HD, um dos maiores domínios de pirataria do país.

Como parte da Operação Barba Negra, dois integrantes da equipe do serviço foram presos, enquanto outros cinco foram levados para prestar depoimento sob condução coercitiva, quando os responsáveis são encaminhados para esclarecimento pela própria polícia. A PF também cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de sete contas bancárias que estariam ligadas ao Mega Filmes HD.

De acordo com as autoridades, o serviço é um dos maiores do Brasil quando se fala na pirataria de filmes e séries, com 60 milhões de visitas registradas apenas nos primeiros seis meses deste ano. 85% dos acessos, claro, são feitos por brasileiros e a página era suportada por anúncios, entregando as produções por streaming diretamente no navegador sem a necessidade de downloads como nos serviços de torrent.

A Polícia Federal não comentou se outros serviços ou indivíduos também serão alvo da Operação Barba Negra, que, como o nome já diz, é voltada para o combate à pirataria. As autoridades também não comentaram o teor dos equipamentos apreendidos durante os trabalhos e, no momento em que esta reportagem foi escrita, o Mega Filmes HD continuava no ar, com muitos lançamentos recentes disponíveis para serem assistidos, como “007 Contra Spectre” e “Como Sobreviver a um Ataque Zumbi”.

Os envolvidos serão indiciados pelos crimes de constituição de organização criminosa e violação de direitos autorais, com penas que podem variar de dois a 12 anos de prisão na somatória das acusações, além de multas.

ATUALIZAÇÃO: De acordo com as informações da Polícia Federal, o Mega Filmes HD era o maior site de distribuição de filmes e séries ilegais da América Latina. Os responsáveis pelo serviço residem na cidade de Sorocaba e lucrariam cerca de R$ 70 mil por mês com a publicidade que era exibida antes do acesso às produções por streaming.

O SimilarWeb, serviço que disponibiliza métricas de sites da internet, coloca o Mega Filmes HD como o 16º domínio mais acessado no Brasil durante o mês de outubro. Ele ocupa a 257ª posição no ranking global e, quando se analisa apenas a categoria "Cinema", aparece na terceira colocação, atrás apenas do IMDb, um repositório de informações sobre elenco e equipe de produção, e do Kinogo, um serviço semelhante, que também disponibiliza filmes e séries ilegalmente.

Fonte: Estadão, Globo.com, SimilarWeb

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome