Empresa de proteção de direitos autorais é acusada de usar software pirateado

Por Redação | em 05.06.2017 às 12h06

Pirataria

Houve um tempo em que a Denuvo era a referência em proteção de jogos digitais, com sistemas citados como “inquebráveis” por muitos crackers. Isso faz com que a acusação da VMProtect, de que a companhia teria usado de forma ilegal softwares para proteger suas próprias aplicações, soe como extremamente irônica.

As alegações vêm de um desenvolvedor da companhia, identificado apenas como “drVano”, que afirma que a Denuvo teria utilizado seu sistema de combate ao cracking e engenharia reversa sem obter as licenças e autorizações necessárias. Basicamente, o que ele quer dizer é que um dos maiores nomes do combate à pirataria utilizou ferramentas pirateadas para proteger suas aplicações.

De acordo com drVano, a Denuvo até adquiriu uma licença de utilização da VMProtect, pelo valor de US$ 500, cujos termos de uso nem de longe permitiam a utilização e reprodução da tecnologia. A empresa de DRM, entretanto, seguiu em frente e, mesmo depois de ter sua permissão de utilização cancelada, continuou a replicar as propriedades intelectuais da “parceira” em seus produtos.

O desenvolvedor ainda afirma que a VMProtect tentou contato com a cliente diversas vezes, oferecendo novos valores de licença e também compensações citadas como "módicas" para resolver a questão. Todos os pedidos, entretanto, teriam sido ignorados solenemente, levando a companhia a preparar uma ação que deve ser levada em breve à Justiça.

Além disso, drVano disse que a empresa está tomando outras ações junto a parceiros como forma de barrar a utilização indevida de seu software. O contato com a Sophos, por exemplo, deve garantir que o sistema de DRM da Denuvo seja marcado como malware em potencial, enquanto a VMProtect também está conversando com o Steam para aplicar a política de combate ao uso indevido de softwares na plataforma – uma possibilidade que deve deixar tanto a companhia de proteção quanto desenvolvedoras de jogos de cabelo em pé.

Para tornar o caso ainda mais grave, crackers reconhecidos pela quebra de games para PC, permitindo o download e pirataria, afirmam que um dos sistemas da Denuvo mais difíceis de serem abertos é, justamente, aquele que usa a tecnologia da VMProtect. O software é um dos poucos a ainda não ter sido quebrado, enquanto outras versões chegam a levar semanas, mas acabam tendo os títulos protegidos caindo em sites de torrent e downloads ilegais.

A Denuvo não se pronunciou sobre as alegações da VM Protect.

Fonte: Torrent Freak

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome