Netflix afirma que vilões têm mais apelo junto ao público do que heróis

Por Redação | em 03.05.2016 às 23h55

Wilson Fisk/Rei do Crime

A Netflix tem um grande desafio que é fazer você escolher um filme que ainda não conhece ou sobre o qual não tem muitas informações. Nesta jornada, a companhia já descobriu algumas coisas importantes, como o fato de que imagens normalmente têm um desempenho melhor do que textos para criar essa boa impressão inicial. Além disso, o serviço de streaming descobriu também que os vilões costumam ajudar mais do que os heróis nesta tarefa.

Segundo reportagem do site Fast Company, as pessoas costumam responder melhor a uma imagem quando veem ali um vilão conhecido, muito mais do que quando é um herói que protagoniza o cartaz. Outra descoberta interessante da Netflix é que as pessoas tendem dar mais atenção a personagens que demonstram algum tipo de complexidade emocional no pôster — como é o caso do cartaz de Unbreakable Kimmy Schmidt.

Cartazes Netflix(Foto: Reprodução/Fast Company)

Ainda no âmbito dos detalhes que envolvem qual imagem selecionar para um cartaz de filme ou seriado exibido na Netflix, a companhia concluiu também que fotos lotadas de pessoas podem não ser uma boa ideia. “Enquanto montagens com elenco são fantásticas para um grande outdoor na lateral de uma rodovia, elas são muito complexas para tamanhos menores”, comentou o diretor global da Netflix para serviços criativos Nick Nelson — bom exemplo disso é o pôster de Orange is the New Black.

Cartazes Netflix(Foto: Reprodução/Fast Company)

Além desses detalhes mais generalizados, há características que fazem diferentes cartazes terem mais apelo em diferentes regiões do planeta. No caso de Sense8, é possível notar a variedade e que quatro pôsteres distintos tiveram uma recepção melhor em quatro países — Alemanha, Brasil, Estados Unidos e Reino Unido.

Cartazes Netflix(Foto: Reprodução/Fast Company)

Apesar de ser algo aparentemente simples, as razões que levam as pessoas a clicarem sobre o cartaz de uma obra desconhecida pode revelar alguns detalhes a respeito da personalidade de cada um ou mesmo de certas preferências em um determinado país. Tá aí algo que poderia ser estudado ainda mais a fundo.

Fonte: Fast Company

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome