Google lança projeto para acelerar carregamento de sites mobile

Por Redação | em 07.10.2015 às 14h36

Google Logo

O Google está anunciando nesta quarta-feira (7) o lançamento do Accelerated Mobile Pages Project, uma iniciativa que, como o nome já diz, vem para tornar o carregamento de páginas móveis mais rápido e dinâmico. A ideia é aumentar a permanência de usuários e evitar que eles desistam diante de problemas técnicos, proporcionando mais acessos, visualizações de anúncios e, claro, monetização.

Por meio de um novo framework, o AMP HTML, o projeto trabalha com portabilidade e agilidade. A tecnologia permite que uma mesma página seja otimizada para dispositivos móveis com diversos tamanhos de tela e sistemas, abrindo de forma igual em todos, sem deformações ou falhas. Além disso, a velocidade é um diferencial, com o Google prometendo carregamentos completos “em instantes”.

Quando se fala em páginas móveis, a primeira ideia normalmente é de uma versão simplificada, com menos elementos. Não é isso que o Google deseja, nem os produtores de conteúdo que participaram com ele na concepção do projeto. A ideia, aqui, é entregar todo tipo de mídia, desde textos e imagens até vídeos, todos carregando bem rapidamente e sem problemas de exibição, em um formato elegante e atrativo até mesmo nos smartphones mais simples e com as menores telas.

Além do feedback dos produtores de conteúdo, o Google foi atrás dos provedores de sistema para fazer com que tudo ande. É por isso que, entre os primeiros parceiros confirmados, estão nomes como Twitter, LinkedIn, Pinterest e Wordpress, que em breve, integrarão o framework AMP HTML a suas plataformas e permitirão que seus usuários aproveitem os benefícios do projeto.

O mesmo vale para grandes jornais e empresas do ramo de mídia. Aqui, o Google também conta com cerca de 30 do seu lado: dentre eles estão nomes como The Guardian, The New York Times, Financial Times e Washington Post, todos trabalhando para revisar seus layouts mobile de forma a abraçar a iniciativa de aceleração.

E, como sempre, é claro que quem estiver nessa vai contar com privilégios. O principal deles é uma caixa especial nas buscas do Google, que exibirá como “histórias principais” os textos de parceiros e produtores que já estiverem adaptados para o novo sistema. O Google já vinha privilegiando os sites adaptados para mobile nas pesquisas, e agora, parece que esse caráter vai ganhar ainda mais força para os algoritmos da gigante.

Além disso, a companhia não esconde uma de suas grandes intenções por trás do projeto, que é de intensificar a visualização de anúncios móveis. A companhia sabe que, quando usuários abandonam as páginas que não carregam direito, isso também inclui os anúncios, que deixam de ser visualizados. Portanto, a ideia também surge em benefício próprio, uma vez que, com mais sites abertos, maior o número de impressões de ads.

Toda a arquitetura do projeto Accelerated Mobile Pages é de código aberto e o Google promete dar mais detalhes técnicos sobre como tudo vai funcionar no futuro próximo. O projeto deve funcionar não apenas no Android, mas também em celulares com iOS e Windows Phone, mas o suporte a essas plataformas pode demorar um pouco mais para chegar.

Fonte: Google

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome