Após seis anos, disputa de design entre Apple e Samsung será julgada nesta terça

Por Redação | em 10.10.2016 às 14h33

samsung VS apple

A Suprema Corte dos Estados Unidos finalmente começará nesta terça-feira (11) o julgamento do famigerado caso "Samsung Electronics v. Apple, 15-777", uma disputa de quebra de patentes entre as gigantes Apple e Samsung que tem se arrastado pelos últimos seis anos nos Estados Unidos.

No processo, a Justiça norte-americana deverá decidir qual será o valor devido pela Samsung à Apple pelo infringimento de patentes de design em 11 modelos de smartphones. De acordo com a legislação do país, o pagamento total pode chegar a até a US$ 399 milhões (cerca de R$ 1,2 bilhão) - o equivalente ao lucro total da sul-coreana com os dispositivos.

Como era de se esperar, de um lado, a Samsung alega que o valor pedido pela Apple é "desproporcional" e que a Maçã não foi capaz de provar à Justiça que as patentes infringidas trouxeram qualquer ganho substancial a empresa. Do outro lado, a Apple insiste no pagamento total pelas "cópias descaradas" do desenho do iPhone. Qualquer que seja a decisão, essa será a última  instância do processo para ambas empresas.

Esta será a primeira análise de patentes de design da Suprema Corte dos Estados Unidos em cerca de 120 anos, na qual serão julgados aspectos estéticos de dispositivos, como as bordas e curvas do iPhone, além de ícones de menus. A decisão do tribunal poderá ser pelo pagamento total do valor, pela invalidação do pagamento ou por um novo julgamento do valor pedido.

Um resultado positivo seria um alívio financeiro e de relações públicas para ambas empresas, que enfrentam atualmente momentos delicados em suas operações. 

De um lado, a Samsung ainda segue enrolada no caso de seus Galaxy Note 7 explosivos, com indicativos de que um segundo recall poderia ser necessário após unidades "pós-recall" terem pegado fogo nos Estados Unidos na semana passada.

A Apple, por sua vez, segue na briga contra a União Europeia no caso de sonegação de impostos que pode gerar uma multa de até US$ 15 bilhões (ou R$ 48 bilhões) à fabricante.

Fonte: Bloomberg

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome