Apple pode adotar processador de seis núcleos no próximo iPhone

Por Redação | em 22.09.2015 às 16h15

iPhone 6S

Enquanto os processadores Snapdragon, da Qualcomm, já chegam à marca dos oito núcleos, a Apple continua investindo em uma arquitetura dual-core até mesmo no A9, o chip que estará dentro do vindouro iPhone 6s. A ideia, apesar de parecer conservadora em termos numéricos, traz a performance desejada para os dispositivos, mas pode estar prestes a mudar caso os novos rumores sobre a próxima geração de smartphones estejam certos.

De acordo com os boatos que surgiram das unidades de produção asiáticas, a Maçã estaria pensando em triplicar a quantidade de núcleos no A10, seu próximo chip, levando a atual contagem de dois para seis. É uma mudança bastante drástica, principalmente quando se fala da empresa de Cupertino, que prefere trabalhar em terreno já conhecido e empregar otimizações para, mesmo com um chip teoricamente inferior ao da concorrência, entregar desempenho semelhante.

Agora, porém, uma outra necessidade teria obrigado a companhia a mudar esse jogo. De olho nas críticas de usuários quanto à autonomia de seus aparelhos, a Apple estaria disposta a trabalhar em uma maneira mais eficiente de entregar performance, economizando bateria. A arquitetura de seis núcleos seria a ideal para isso, não apenas entregando uma maior otimização energética, mas também pavimentando o caminho para as novas linhas de smartphones e tablets que estão por vir.

Os rumores apontam que os novos chips teriam uma arquitetura de 10 ou 14 nanômetros. Intel, Samsung e TSMC são citadas como possíveis parceiras no processo de testes e fabricação, que já estariam acontecendo em unidades da Ásia. Não existem informações sobre os resultados destes testes, mas para todos os efeitos, nem mesmo sabemos se eles estão efetivamente acontecendo.

Pelo menos sobre uma coisa os boatos parecem estar certos – a autonomia é, efetivamente, uma preocupação para a companhia. No iOS 9, por exemplo, a Apple introduziu um sistema de economia de energia que permite trabalhar com a pouca bateria restante, caso o usuário precise do celular por mais algum tempo. 

Além disso, nos bastidores, as otimizações de sempre também foram realizadas para que os aparelhos continuem fazendo mais com menos, conforme comprovado por testes de benchmark. Caso os rumores sejam certeiros, porém, parece que os tempos de arquitetura simples para a Apple estão acabando, e a melhoria no desempenho deve vir acompanhada de um processamento, e desenvolvimento, mais complexos.

Por enquanto, nada confirmado. A Apple, como sempre, não se pronuncia sobre rumores ou especulações, e na maioria das vezes não fala nem sobre as especificações técnicas de seus aparelhos, muitas vezes descobertas em desmontagens realizadas após o lançamento. O mesmo vale para as outras fabricantes citadas no rumor, que também não falaram sobre o assunto.

Fontes: G for Games, Phone Arena

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome