Tudo o que você precisa saber para começar o dia (31/08)

Por Redação | em 31.08.2016 às 08h11 - atualizado em 31.08.2016 às 09h05

Motorola

Parecia que esse momento nunca ia chegar, mas agosto está finalmente acabando. O mês se arrastou como nenhum outro, o que fez com que ele parecesse ter o dobro de dias do que deveria. Porém, ele se despede de nós com uma nova leva de notícias para mostrar que o mês rendeu até o seu último suspiro. E o mais surpreendente é que são novidades boas, sem nenhuma desgraça no meio. Prova disso é o surgimento de mais detalhes sobre o Moto M, o novo smartphone da Lenovo. O aparelho foi homologado pela “Anatel chinesa”, que acabou revelando suas configurações. Segundo o órgão regulador, o dispositivo estará disponível com uma tela de 5,5 polegadas e outra de 4,6 polegadas com configurações bem semelhantes (3 GB de RAM, bateria de 3.000 mAh e câmera de 16 megapixels). A diferença mesmo fica por conta dos processadores. O primeiro utiliza um MediaTek MT 6755 de 2,1 GHz enquanto o outro um MediaTek MT 6750 com oito núcleos a 1,9 GHz. Não é uma diferença muito grande e ambos os modelos ainda se situam em uma linha entre o intermediário e o premium. Ainda não se sabe quando ele será anunciado.

Falando no mercado móvel, a marca Nexus pode estar prestes a dar adeus ao mercado. Não que o Google esteja planejando abandonar o mercado, muito pelo contrário. De acordo com os rumores, a ideia da empresa é deixar de lado o nome Nexus para trazer apenas Google, o que facilitaria a aceitação de seus produtos para um número maior de usuários e criaria uma maior unidade entre seus produtos. Isso sem falar de mudanças na interface e nos aplicativos presentes nesses aparelhos para diferenciá-los ainda mais dos outros dispositivos Android. A ideia seria oferecer uma experiência diferenciada do sistema, muito mais personalizada e longe daquilo que outras fabricantes poderiam fazer. Assim, a companhia contaria com um grande diferencial, fazendo algo que as demais companhias não conseguiriam ofertar — e se aproximando do modelo que a própria Apple já faz.

Porém, essa não é a única novidade relacionada ao Google desta quarta-feira (31). A empresa finalmente integrou a função Cast ao seu navegador, permitindo que os usuários transmitam seus conteúdos em vídeo e áudio para SmartTVs e para o próprio Chromecast, dispensando o uso de extensões e outras ferramentas usadas até então. A partir de agora, está tudo integrado ao Chrome, o que torna essa comunicação muito mais simples e intuitiva. Assim, basta clicar no ícone que surge no browser para escolher o dispositivo onde você quer visualizar o conteúdo e pronto. Isso é uma excelente notícia para usuários assíduos de serviços como Netflix e YouTube e que dependiam de uma extensão para enviar as imagens para a TV. Além disso, a empresa também fez algumas mudanças na qualidade da transmissão, permitindo que você assista a vídeos em HD sem grandes problemas, além de aperfeiçoar a experiência geral de uso.

Capitão AMéricaSteve Rogers deve aposentar o uniforme de Capitão América dentro do Universo Marvel. Mas até quando?

Já no mundo dos cinemas, os diretores Joe e Antony Russo decidiram jogar uma entre os fãs da Marvel. Segundo os diretores de Guerra Civil, Steve Rogers não é mais o Capitão América após os eventos mostrados no filme. Eles explicam que o fato de ele entregar seu escudo para o Homem de Ferro é bastante simbólico, pois mostra ele deixando aquela identidade para trás e que ele não pode mais vestir a bandeira dos Estados Unidos por defender uma ideologia bem diferente daquela adotada pelo seu país. Assim, por conta desse conflito de ideais, ele não atenderá mais pela alcunha que ficou conhecido. Porém, isso não quer dizer que não vamos vê-lo nos cinemas em ação, ainda que os diretores não tenham dito nada sobre como ele aparecerá nas telonas após essa mudança drástica em seu status quo.

Por fim, o mistério do espaço ainda nos fascina, principalmente quando surgem fortes indícios que podem provar a existência de vida fora da Terra. Pesquisadores estão analisando sinais de rádio de baixa frequência que podem ter sido enviadas por outra civilização em meio ao cosmos. O sinal foi detectado por um satélite russo em maio do ano passado e, desde então, intriga cientistas. Ele parece ter vindo de uma estrela semelhante ao nosso Sol situada na constelação de Hércules e está localizada a apenas 95 anos-luz da Terra — ou seja, uma distância astronomicamente próxima. E, por mais que os pesquisadores digam que isso não significa necessariamente a existência de aliens, eles não descartam essa possibilidade. Tanto que os sinais podem ser oriundos de uma antena isotrópica que irradia em todas as direções. Isso significaria que estamos diante de uma civilização muito mais avançada tecnologicamente do que a nossa. Será que, desta vez, finalmente vamos comprovar que não estamos sozinhos no universo?

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome