Tudo o que você precisa saber para começar o dia (04/05)

Por Redação | em 04.05.2017 às 08h01

Defensores

Embora essa tenha sido uma semana mais curta, a última dessa maratona de feriados, isso não quer dizer que ela foi menos agitada do que as demais. Na verdade, parece que os acontecimentos decidiram esperar exatamente a chegada do novo mês para surgirem, pegando todo mundo de surpresa, para bem ou para o mal. Algumas novidades, é claro, foram muito bem-vindas pelo público, como a chegada de um novo visual para o YouTube. Como já é de costume com o Google, a nova interface começou a ser liberada aos poucos e a um número bem restrito de usuários. É uma alteração sutil e que aproxima o serviço da linha Material Design, que a empresa já adota em seus apps mobile. E a proposta é exatamente unificar essa experiência, deixando smartphones, tablets e computadores cada vez mais próximos em termos de experiência de uso. Segundo estimativas da própria companhia, entre 1% e 3% dos usuários receberam a atualização — que logo foi retirada do ar sem mais nem menos. Segundo o Google, a companhia vai trabalhar com o feedback coletado até então para fazer os ajustes necessários antes do lançamento completo.

Já para os amantes de bate-papos, a quarta-feira foi um tanto quanto caótica. Afinal, em plena tarde de meio de semana, o WhatsApp deixou de funcionar por cerca de duas horas e muita gente teve de encarar o mundo real à sua volta — o que torna o pânico e o desespero totalmente compreensivos. No entanto, não foi nenhum juiz brasileiro que decidiu bloquear o serviço no país mais uma vez, mas um problema dentro dos próprios servidores do app que afetou alguns países. Além das regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil, algumas regiões do México, Estados Unidos, Espanha e parte norte da Europa, incluindo Bélgica, Holanda e Alemanha também foram afetadas. A empresa não revelou o motivo da instabilidade e a interrupção no serviço, mas o período off-line foi o suficiente para fazer com que muita gente aproveitasse o tempo livre para fazer memes e teorias da conspiração na internet.

Enquanto isso, a Microsoft voltou a fazer promessas em relação ao seu retorno ao mundo mobile. Após deixar milhões de usuários na mão com seu abandono repentino do suporte ao Windows 10 Mobile, a empresa começou a dar indícios do que devemos ver no futuro. Segundo seu CEO, Satya Nadella, o próximo smartphone da companhia será totalmente diferente daquilo que a gente já viu. Mas como? Bem, isso ele não disse, mas apresentou algumas sugestões que podem indicar mais ou menos o caminho que pode ser seguido nesse sentido. O executivo lembrou que ninguém esperava um aparelho 2-em-1 como foi com o Surface e foi exatamente esse diferencial que o transformou em um dos principais produtos da marca. Portanto, a ideia é seguir nessa mesma direção. O problema é que ninguém tem a menor ideia do que essa inovação pode significar em termos práticos — e nem mesmo como isso pode ser feito para reconquistar a confiança dos usuários que acreditaram nas últimas promessas e acabaram ficando com um aparelho descontinuado nas mãos.

Quantum Go 2 chega para tentar repetir o sucesso de seu antecessor

E, enquanto a Microsoft não mostra nada, a brasileira Quantum acaba de anunciar seu novo modelo, o Quantum Go 2. O aparelho é o sucessor do popular smartphone lançada pela subsidiária da Positivo em 2015 e chega às lojas exatamente com a proposta de reconquistar os consumidores após o desempenho mediano do Quantum Fly. A nova versão traz 3 GB de memória RAM, processador MediaTek de 1,3 GHz de 64 bits e oito núcleos e 32 GB de memória interna (expansíveis até 128 GB via microSD). Tudo isso vai reproduzir conteúdo em uma tela AMOLED HD de 5 polegadas. Já as câmeras, tanto frontal quanto traseira, são de 13 megapixel e ele já chega com um Android 7.0 Nougat e com uma bateria de 2.500 mAh. Disponível nas cores azul e rosa, o dispositivo vem acompanhado de uma tampa traseira na cor asfalto e já está à venda no site da Quantum por R$ 999.

Por fim, para encerrar nosso apanhado de notícias, a quinta-feira começa com uma excelente notícia para os fãs dos super-heróis da Marvel. A Netflix finalmente trouxe o primeiro trailer de Os Defensores, a nova série produzida em parceria com a Marvel e que vai reunir todos os heróis que já apareceram no serviço de streaming até aqui. E o foco desse primeiro vídeo foi exatamente mostrar ao público como será a dinâmica entre Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro quando se juntam. Com muita ironia e alguns confrontos, esse grupo de heróis terá de se juntar para proteger Nova York da ameaça do Tentáculo e do retorno de uma velha personagem que deveria estar morta. Sim, o trailer revela o retorno de Elektra e já antecipa que a ninja vai aparecer, desta vez, com o seu visual clássico dos quadrinhos — para a alegria dos fãs que não gostaram de sua participação na segunda temporada de Demolidor. O trailer ainda traz mais alguns detalhes e até sugere alguns pequenos spoilers, mas nada que estrague a diversão para aquilo que veremos em agosto.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome