Novo chip promete recarregar seu smartphone em menos de 10 minutos

Por Redação | em 26.11.2015 às 12h52

Bateria de Smartphone

Um novo chip inteligente promete resolver um grande incômodo para os usuários de dispositivos móveis. Desenvolvido pelo professor Rachid Yazami da Nanyang Technological University de Cingapura (NUS), o novo chip do tamanho de uma unha é capaz de carregar uma bateria em menos de 10 minutos. Com certeza, isso pode mudar drasticamente a maneira com que carregamos nossos dispositivos, tendo em vista que o tempo atual de recarga pode levar horas.

O chip é pequeno o suficiente para ser incorporado na maioria das baterias. Yazami espera que seu componente possa ser incorporado em tudo, desde smartphones até carros elétricos. O professor já iniciou conversas com a Tesla sobre seu chip que, segundo ele, tem capacidade suficiente para estar em uma das principais marcas de carros elétricos do mercado.

A Tesla não é a única a mostrar interesse na tecnologia da KVI, empresa criada por Yazami para comercializar o chip. Empresas como Sony, Sanyo e Samsung já mostraram interesse na nova tecnologia. O professor disse que o chip, que levou cinco anos para se desenvolver, não só irá reduzir o tempo de carregamento, mas reduzir o risco de incêndios de baterias. "Embora o risco de uma bateria pegar fogo seja muito baixo, com milhões de baterias de íons de lítio sendo produzidas anualmente, há chances de haver milhares de falhas", disse ele.

As baterias de lítio atualmente carregam via "gotejamento" para evitar o superaquecimento. Mas, com o novo chip, há a possibilidade de que elas sejam recarregadas em plena velocidade sem qualquer risco. Isso é possível através de um algoritmo que mede com precisão a quantidade de carga que resta na bateria, bem como a temperatura e tensão. Emparelhado com um chip semelhante no carregador, a nova tecnologia garante que a bateria seja carregada de forma otimizada.

"Os carregadores atuais não levam em conta a saúde das baterias ao carregá-las. Eles enviam a mesma quantidade de carga, independente da condição da bateria. Com este chip, a carga pode ser regulada para evitar que a bateria seja danificada", disse Yazami. De acordo com o NUS, o chip deve estar pronto para licenciamento até o final de 2016.

Via TechRadar

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome