NASA anuncia novo veículo terrestre para explorar Marte em 2021

Por Redação | em 18.07.2016 às 11h43

Mars 2020

Depois de um longo período de revisão, a NASA anunciou que está pronta para proceder com o desenho final e a construção de seu novo veículo terrestre de exploração espacial, por enquanto chamado de Mars 2020. A previsão é de lançá-lo no terceiro trimestre de 2020, com pouso em Marte agendado para fevereiro do ano seguinte.

A proposta é investigar uma região de Marte cujo ambiente ancestral pode ter sido favorável para vidas microbiais. Para isso, o veículo vai furar rochas para procurar por sinais de vida no passado. Durante a investigação, serão coletadas cerca de 30 amostras do solo e das rochas do planeta vermelho.

"O [projeto] Mars 2020 é o primeiro passo de uma potencial campanha de missão múltipla para retornar com amostras cuidadosamente selecionadas do solo e das rochas marcianas para a Terra", afirma Geoffrey Yoder, administrador associado da NASA. "Essa missão é um marco significativo para o [plano] Journey to Mars para determinar se a vida existiu em Marte e para avançar nossa meta de enviar humanos para o planeta vermelho".

Para reduzir riscos e custos, o novo veículo vai se parecer muito com o antecessor Curiosity, que continua ativo em Marte, mas contará com novos instrumentos e melhorias. Será possível, desta vez, investigar a usabilidade e disponibilidade dos recursos do planeta, incluindo o oxigênio, para servir de dados para uma missão humana.

O braço mecânico do veículo contará com instrumentos para procurar sinais de vida e determinar onde coletar amostras ao analisar as características químicas, minerais, físicas e orgânicas das rochas. No mastro, há equipamentos que proverão imagens de alta resolução e três tipos de estereoscopia para caracterizar as rochas e o solo.

O Mars 2020 usará o mesmo sistema de pouso do Curiosity, ou seja, um guindaste aéreo fará com que o veículo finque as rodas são e salvo em solo marciano, mas, desta vez, também poderá aterrissar em locais mais acidentados. Isso se deve ao fato de que, agora, pode-se especificar o local em que o paraquedas será aberto e não apenas sua velocidade. Com isso, a área de pouso diminui pela metade.

Nesta missão, serão usados câmeras e microfones para capturar imagens e sons inéditos da entrada, da descida e do pouso do veículo. Como parte do programa de exploração de Marte, a NASA planeja para 2018 um módulo estático na superfície de Marte, a InSight, que irá estudar o interior do planeta.

Fonte: NASA

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome