Os 10 melhores games lançados em 2016

Por Leandro Souza RSS | em 29.12.2016 às 16h22

Uncharted 4

Chegou o final do ano, e muita coisa passou pelos consoles, portáteis e consoles dos gamers durante esses doze meses. Aqui no Canaltech, como bons aficcionados por tecnologia, também jogamos bastante. Com base nas dezenas de jogos que passaram pela redação em 2016, preparamos esta lista com os melhores títulos que o ano teve para oferecer.

Muitos bons games acabaram ficando fora desta lista, portanto não deixe de comentar e apontar quais os games que você gostaria que estivesse neste top ten. Porém, esta é a lista do Canaltech e, sem mais delongas, confira os 10 melhores jogos do ano, segundo a redação.

10 - Battlefield 1

Como apontamos em nossa review aqui no site, o retorno da Dice e a EA aos games de guerra em primeira pessoa é um resgate das boas campanhas single player. Eletrizante e emocionante em iguais medidas, a campanha de BF1 é curta, mas faz o jogador repetí-la diversas vezes para curtir as suas variadas missões ambientadas na Primeira Guerra Mundial. No multiplayer então, a franquia contnua melhor do que nunca, suportando acaloradas batalhas para até 64 jogadores. Com tantos pontos positivos e seu tradicionalismo calibrado à perfeição, Battlefield 1 não é o melhor FPS de 2016, mas com certeza entra no Top Ten.

9 - Firewatch

Firewatch não é um game para todos - é basicamente um simulador de caminhada, em que o jogador controla um personagem em primeira pessoa, interage com objetos e aos poucos vai desvendando a trama. Entretanto, para quem abrir a cabeça para uma jogabilidade incomum e se deixar levar pela fantástica história, gráficos simples (porém encantadores) e personagens cativantes, Firewatch é uma das experiências mais inesquecíveis do ano. É barato e curto, com cerca de quatro horas de duração. Não tem porque não conferir.

8 - Titanfall 2

O primeiro Titanfall, exclusivo para o Xbox One, foi um jogo de promessa fabulosas, mas que ficou perdido em meio a sua gigantesca ambição. Mas a Respawn retornou com tudo à franquia em 2016, disposta a fazer certo desta vez. E rapaz, como deu certo: Titanfall 2 aperfeiçoa o primeiro título em todos os aspectos possíveis, entregando uma ótima campanha single player, coisa que o game original não tinha. Entretanto, é no multiplayer que o jogo da Respawn mostra seu brilho. Com uma jogabilidade rápida, inovativa e absolutamente brilhante (é impossível não vibrar ao invocar seu Titã em meio a uma batalha), Titanfall 2 empolga como poucos games multiplayer este ano.

7 - The Last Guardian

Sim, ele tem problemas de jogablidade, com câmeras erráticas e movimentação um tanto esquisita de seu personagem principal. Mas quando se trata de um jogo tão charmoso, tão único e capaz de levar o jogador às lágrimas, isso realmente importa. Fechando uma trilogia lendária ao lado de Ico e Shadow of The Colossus, o novo game de Fumito Ueda mostra definitivamente que arte e videogames andam lado a lado, despertando as mais profundas reações no público. Absolutamente mágico, The Last Guardian é um título que será lembrado por muito tempo.

6 - Forza Horizon 3

Agora vamos falar de diversão pura. Forza continua sua trilha de dominação nos jogos de corrida com o terceiro capítulo da franquia Horizon. Ambientado na Austrália, com uma CACETADA de eventos e um mapa gigantesco, FH3 é o perfeito game para convidar os amigos, sejam eles conhecedores ou não de jogos de corrida. Nunca um game foi tão amigável para o jogador casual, ao mesmo tempo que pode ser desafiador para os mais experientes. Gráficos lindíssimos, carros possantes de todos os tipos, multiplayer excepcional, assim como uma trilha sonora empolgante: em Forza Horizon 3, é só acelerar e se divertir.

5 - Final Fantasy XV

A longa espera chegou a preocupar, já que expectativas podem ser uma droga. Entretanto, para a alegria dos fãs (como eu), a franquia voltou com tudo, em um game revolucionário e tradicional em iguais medidas. Com um sistema de batalhas renovado, chefões gigantescos e um desafio alto, mas nunca injusto, FFXV traz a melhor jogabilidade da série desde, provavelmente, Final Fantasy X. E ah, eu falei da história? ELA É FENOMENAL! Um prazer para um os fãs da série e também um game completamente novo para converter os não iniciados, Final Fantasy XV é o game certo na hora certa.

4 - Uncharted 4: A Thief's End

Um dos maiores sucessos do ano é, sem sombra de dúvida, um dos melhores games. O quarto - e possívelmente o último - capítulo da saga do aventureiro Nathan Drake entrega não apenas os melhores gráficos já apresentados em um console, mas também conseguiu algo que muitos achavam que não seria possível: ele tem a melhor história da franquia. Se aproveitando dos recursos de storyline aprendidos em The Last of Us, a Naughty Dog criou uma trama cativante e extremamente emocionante para fazer a despedida de Drake. O jogo exala personalidade com Drake, coadjuvantes e vilões, mesmo que isso afete a ação do game em alguns momentos. Uncharted 4 não é o melhor da série - a honra ainda vai para o segundo jogo - mas é um dos melhores de 2016, sem sombra de dúvida.

3 - Inside

Este é o grande título indie de 2016 - e um exemplo embasbacante de como contar uma boa história somente com gráficos, sons e jogabilidade, no qual a Playdead elevou à perfeição tudo o que já tinha feito no seu game anterior, Limbo. É um jogo quase que primitivo em sua proposta (é basicamente um sidescroller), mas que consegue despertar as mais incríveis sensações no jogador - medo, desconforto, surpresa, horror puro, gratificação. Como um bom filme ou livro, Inside é daqueles games que você quer que todos os seus amigos joguem para depois discutí-lo. Poucos jogos despertam esse tipo de reação.

2 - Overwatch

A Blizzard conseguiu. Sua primeira incursão no gênero de tiro em primeira pessoa mistura toda a personalidade que a produtora colocou nas suas franquias conhecidas (WoW, Starcraft) com uma jogabilidade mais multiplayer do que muito multiplayer de FPS por aí. Convidativo e acessível para iniciantes da mesma forma que esconde profundas mecânicas para os mais "viciados", Overwatch trouxe um novo gás para os FPS online. E joga por cima disso todo uma história dos personagens, animações maravilhosas e atualizações constantes com novos personagens, cenários e eventos. Overwatch consegue ser bem mais que um grande jogo: é quase um organismo vivo. Memorável.

1 - Doom

Overwatch poderia muito bem ter levado o primeiro lugar neste ranking, mas a honra vai para Doom. O motivo é simples: a reinvenção da id Software para sua histórica franquia é o "game entre games" este ano. Nenhum outro título conseguiu resumir de forma tão básica o que faz jogos serem amados por todos. A história é mínima, a jogabilidade é básica, a música é constante e não perdoa. Em uma geração onde muitos games apelam para dinâmicas complexas ou histórias intricadas para inovar, Doom atualiza uma época dourada dos jogos, onde apenas progredir e destruir os inimigos era o suficiente para passar horas e horas se divertindo. Doom é videogame em sua forma mais essencial, elevada à décima potência - e por isso é o melhor jogo de 2016.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome