Usuários acusam Fitbit de dados imprecisos e buscam indenização na Justiça

Por Redação | em 08.01.2016 às 09h50

Fitbit Charge HR

Uma das mais populares fabricantes de wearables da atualidade, a Fitbit sofreu um revés e tanto nesta semana. De acordo com relatos publicados pelo The Verge, a companhia foi notificada por uma ação coletiva nesta terça-feira (5) que envolve consumidores dos estados norte-americanos da Califórnia, Colorado e Wisconsin. 

No processo, os usuários acusam a companhia de imprecisão no monitoramento cardíaco nos recém-lançados topo de linha Charge HR e Surge. Os insatisfeitos alegam que embora a empresa foque suas campanhas publicitárias nessa capacidade dos aparelhos, eles não contam "todas as batidas cardíacas" e o resultado disso é uma "diferença gigantesca" entre o que acontece de verdade e o que é registrado. 

Ao que tudo indica, a decisão de dar início a um processo coletivo foi tomada após vários usuários perceberem que os wearables apresentavam registros abaixo do normal sobretudo durante períodos de atividade física intensa. Devido ao suposto problema, essas pessoas teriam procurado a Fitbit, que por sua vez se negou a devolver o dinheiro dos que se sentiram enganados. Detalhes obtidos pelo site estrangeiro revelam que a ação pede uma medida cautelar, bem como pagamento por danos financeiros de maneira a compensar os usuários. 

Contatada, a Fitbit se limitou a fornecer um informativo à imprensa com respostas padrão. A fabricante se esquivou dizendo que a ação não tem fundamento e que seus "produtos fornecem um monitoramento cardíaco acima da média e mais preciso que aparelhos encontrados em academias". Além disso, ela ressaltou que os dispositivos "não são destinados a pesquisas científicas ou médicas". 

Esta não é a primeira vez que a Fitbit se envolve em processos judiciais contra seus clientes. Em 2014, outro processo coletivo acusava o Fitbit Force de estar causando irritação e assaduras na pele, o que acabou contribuindo para a retirada prematura do dispositivo do mercado. Agora, resta esperar para ver como esse imbróglio se desenrolará. 

Fonte: The Verge via Apple Insider 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome