Facebook promete teletransporte virtual para 2025

Por Redação | em 04.11.2015 às 08h24

Oculus

O futuro é agora! O tão sonhado teletransporte pode se tornar realidade em 2025. Quer dizer, não o teletransporte transporte físico, mas sim o virtual. O Facebook planeja construir com a Oculus um dispositivo de “teletransporte virtual” que permitirá “viajar” para qualquer destino acompanhado de qualquer pessoa que desejar.

O anúncio foi feito por Mike Schroepfer, CTO da rede social de Mark Zuckerberg, durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (03) no Dublin Web Summit, evento de tecnologia que acontece na Irlanda. Schroepfer contou que, dentro de nove anos, será possível mimetizar o mundo em tempo real e proporcionar “a habilidade de criar qualquer coisa que as pessoas possam imaginar em 3D”. Para que o projeto se torne realidade, a companhia estabeleceu 3 metas:

1. Ver e sentir

Primeiramente, um dos maiores desafios dos desenvolvedores será fazer com que os usuários vejam uns aos outros e também se enxerguem como nos enxergamos no mundo real - por exemplo, ao olhar para baixo, vemos nossos braços e pernas. Os controles do Oculus Touch, que fará parte do projeto, são capazes de detectar os movimentos do indivíduo e permitem interação com objetos dentro da realidade virtual. É esse dispositivo que permitirá essa visualização corporal. A Oculus também está testando sensores de pressão equipados com uma câmera para que seja possível capturar a expressão facial do usuário enquanto ele está usando o dispositivo. 

Criar um protótipo desses “requer experiência com computação visual, design, engenharia mecânica, engenharia elétrica, psicologia, robótica, programação e animação facial”, explica Schroepfer, dando ideia do quão complexo um produto como esse será para desenvolver.

2. Simulando o ambiente

Para construir um ambiente virtual igual ao mundo real, a Oculus está caminhando para resolver o segundo desafio. Parte da estratégia foi adquirir a Surreal Vision, empresa especializada em computação visual. Agora, a equipe trabalha para conseguir reproduzir o mundo real na realidade virtual em tempo real.

3. Criando mundos próprios

Por fim, a terceira meta principal do projeto é permitir a criação de mundos na realidade virtual por pessoas comuns, usuários do produto, que não terão um treinamento técnico para mexer com essa tecnologia. Para isso, será implementado um programa chamado Medium, que permitirá a criação de objetos 3D com mais facilidade para que qualquer pessoa, mesmo sem conhecimento técnico, possa se “teletransportar” para onde desejar, seja um cenário real modificado, ou um cenário completamente inventado de acordo com a imaginação de cada um.

Fonte: Business Insider

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome