Facebook deixa de pagar por transmissões ao vivo na rede social

Por Redação | em 17.01.2017 às 17h37

Facebook Live

Relatos indicam que o Facebook gastou mais de US$ 50 milhões em 2016 com o pagamento de editores de conteúdo e celebridades. O investimento era para que eles garantissem transmissões ao vivo na plataforma.

No entanto, parece que 2017 começou diferente, com editores dizendo que o Facebook não renovou suas ofertas para realização de livestreaming pago. Em vez disso, a rede social está incentivando esses usuários a criar conteúdo de vídeo premium para garantir conteúdo de alta qualidade no site.

Isso significa que o dinheiro que estava sendo investido na popularização do serviço de transmissões ao vivo agora pode ser revertido para quem criar vídeos pré-gravados com qualidade, enchendo o feed de notícias de conteúdo relevante e bem feito.

A mudança não simboliza o fim do Facebook Live, uma vez que grandes eventos, como debates eleitorais, ainda possuem um grande público interessado na plataforma. Além disso, algumas marcas e celebridades também contam com espectadores sedentos por transmissões ao vivo.

Fonte: Recode

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome