Especialistas apontam as falhas que tiraram o Facebook do ar no último dia 28

Por Redação | em 29.09.2015 às 14h48

Facebook

Se você esteve online durante a tarde de ontem (28), deve ter percebido que o Facebook ficou fora do ar por alguns minutos. O problema, que gerou enorme buzz em outras redes sociais e foi assunto na imprensa especializada em várias partes do mundo, foi identificado por empresas de monitoramento digital.

De acordo com relatório publicado nesta terça-feira (29) pela Dynatrace, empresa responsável por monitorar a performance digital de páginas da web, o Facebook apresentou falhas críticas desde às 11h35 (horário de Brasília) de ontem, conforme indica a imagem abaixo.

Conforme o relatório emitido pela companhia, as falhas estavam diretamente ligadas a problemas nos servidores e domínios, algo que poderia ter sido resolvido de forma relativamente simples por meio do redirecionamento do tráfico para servidores em pleno funcionamento. Isso, porém, não foi feito e o impacto atingiu os usuários da rede social.

Dynatrace

40 minutos fora do ar

Antes de sair totalmente do ar, o tempo de resposta da página inicial do Facebook chegou a 30 segundos. O resultado foi a queda completa do serviço por volta das 16h de ontem (horário de Brasília), com o serviço reestabelecido apenas cerca de 40 minutos depois.

Analistas apontam que o Facebook tem prejuízo financeiro sempre que o serviço fica fora do ar, deixando de lucrar cerca de US$ 24 mil por minuto. Fazendo as contas, a falha de ontem gerou um “prejuízo” de cerca de US$ 960 mil, aproximadamente R$ 3,9 milhões.

Fonte: Dynatrace

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome