Em 2016, Messenger pretende aposentar SMS e ampliar a inteligência artificial

Por Redação | em 07.01.2016 às 13h40

Facebook Messenger

O Facebook tem planos arrojados para um de seus principais produtos, o Messenger. Mensageiro instantâneo que figura entre os mais populares do planeta, ele acaba de ultrapassar a marca de 800 milhões de usuários mensais ativos, um aumento de 200 milhões em relação a junho de 2015 e de 300 milhões em relação a novembro de 2014. E se os números e as novidades de 2015 foram grandiosos, a empresa de Mark Zuckerberg pretende aumentar ampliar ainda mais os seus horizontes.

Entre as metas para 2016, o Messenger do Facebook pretende eliminar os tradicionais SMS da face da Terra, incrementar as interações comerciais por meio do mensageiro, facilitando ainda mais a vida das pessoas na hora de adquirir produtos e serviços, aumentar o nível de personalização de seus espaços e fortalecer o uso da inteligência artificial em seu assistente pessoal, o M.

Mate o SMS

Para justificar a sua ideia de acabar com o SMS, o Facebook apela para o contexto histórico no qual o serviço de mensagens de texto foi criado — uma época onde reinavam os teclados físicos e os celulares de flip. Assim, a ideia é oferecer um serviço de comunicação sempre antenado não somente às novas necessidades de seus usuários, mas especialmente às potencialidades que o atual contexto da tecnologia permite. O resultado final, espera o Facebook, é aposentar o SMS em breve.

Facebook MessengerFacebook Messenger tem metas ousadas para 2016 (Foto: Divulgação/Facebook)

Cada vez mais social e interativo

Em 2015, o Facebook realizou alguns testes com marcas a fim de experimentar novas possibilidades de interação entre a negociação de serviços e produtos diretamente a partir de seu mensageiro. Para 2016, isso deve aumentar ainda mais, com recursos cada vez mais integrados para simplificar ainda mais a aquisição de livros, passagens de avião ou buquê de flores, por exemplo, e também o contato com serviço de atendimento ao consumidor.

A personalização dos serviços também receberá um cuidado especial do Facebook, especialmente no que trata da ambientação dos espaços nos quais as pessoas interagem. Assim, outra meta pera 2016 é permitir que os grupos e conversas individuais tenham cada vez mais a cara de seus participantes.

Inteligência artificial

Recentemente, o Facebook anunciou o M, seu assistente pessoal que pretende desbancar nomes como Siri, Google Now e Cortana. Investindo em uma inteligência artificial treinada por humanos de verdade, o serviço está em fase bastante inicial, mas deve receber um cuidado especial por parte do Facebook para o ano de 2016. O produto final deve ser uma plataforma mais integrada e amigável, cada vez mais capaz de solucionar os problemas cotidianos de seus usuários.

Fonte: Facebook

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome