Conceito de arma inteligente só dispara se reconhecer o dono

Por Redação | em 29.09.2016 às 20h45

arma inteligente

As estatísticas não mentem: dia após dia, nos quatro cantos do mundo, ouvimos casos a respeito de violência envolvendo armas de fogo. Assaltos, roubos, assassinatos e até mesmo crimes nos quais não há intenção de matar são parte do reflexo do uso indiscriminado de revólveres, pistolas e similares por quem não tem capacidade de portar armas.

Pensando na realidade a que o mundo está submetido e tentando aliar a ideia de segurança privada para quem está apto a ter uma arma registrada em casa, um jovem chamado Kai Kloepfer resolveu criar um conceito de "arma inteligente", que só efetuaria algum disparo se estivesse nas mãos do dono, graças à tecnologia biométrica de reconhecimento de impressão digital. Assim, ficaria mais fácil conter o enorme número de suicídios que acontece a cada ano, evitar disparos acidentais e todo tipo de violência envolvendo bandidos e armas roubadas.

Com essa ideia em mente, Kai começou seu projeto, que já se estende há três anos. Ele criou seu primeiro design de arma inteligente, construiu um protótipo e ganhou o primeiro prêmio de engenharia da Intel Science Fair. O  primeiro protótipo, aliás, foi construído em plástico, com a ajuda de uma impressora 3D, porém não atirava de verdade. Agora, Kloepfer quer construir um modelo mais realista, capaz de efetuar disparos autênticos como um revólver comum.                                                                                                                                                            

De acordo com o Futurism, ele tem um longo caminho a percorrer, mas enquanto não menciona nada a respeito de leis, lobbies e fatores regulatórios nos Estados Unidos, país onde reside, mantém firme o compromisso de tornar a sua primeira arma inteligente e totalmente funcional em um objeto viável para os cidadãos norte-americanos e de qualquer país onde o porte de arma seja liberado.  

A partir do momento em que ele conseguir transformar seu protótipo em um modelo funcional de arma de fogo que reconhece apenas o dono, a próxima etapa será convencer os atuais proprietários de armas no país a aderirem à novidade. A campanha já está aberta no IndieGoGo para que o protótipo final seja concluído. O objetivo é chegar a US$ 72 mil, e até o momento, o jovem já conseguiu 17% do que precisa. 

Com informações de Kai Kloepfer (IndieGoGo) e Futurism

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome