Brasileiros querem plano de dados com streaming ilimitado de vídeo, diz pesquisa

Por Redação | em 07.11.2016 às 12h02

Netflix

Em seu mais recente ConsumerLab TV & Media Report, a Ericsson revelou que mais da metade dos brasileiros (58%) querem mesmo é poder ter a opção de escolher por um plano de dados que inclua streaming ilimitado de vídeo. 

O número está acima da média mundial, de 40%, e é um reflexo direto do crescimento do tempo médio de visualização de vídeos em dispositivos móveis no Brasil. Em 2012, os brasileiros passavam 9,1 horas por semana assistindo a vídeos em seus smartphones e tablets; em 2016, esse número saltou para 11,2 horas. 

É uma alta de 55% somente nos cinco anos e que já vem sendo constatada no cenário mundial com maior intensidade há algum tempo. Lá fora, o tempo semanal gasto assistindo TV e vídeo em dispositivos móveis cresceu 85 pontos percentuais de 2010 para cá. 

Participação de consumo de vídeo em cada tipo de dispositivo e média de horas semanais assistindo a TV e vídeo - nível global

Participação de consumo de vídeo em cada tipo de dispositivo e média de horas semanais assistindo a TV e vídeo - nível global (Reprodução / Ericsson) 

Em relação à tela fixa, aquela que fica na sala de estar das residências, sua utilização caiu 8,2 horas semanais nos últimos seis anos - um ritmo superior à média global, que foi de queda de 2,5 horas por semana. 

Além dessa mudança de comportamento, a pesquisa também mostra que os consumidores ainda perdem um tempo considerável procurando o que assistir nas plataformas de vídeo sob demanda. No Brasil, os consumidores disseram que gastam cerca de 9% mais tempo escolhendo o que assistir do que na TV regular. Apesar dessa demora, o processo é menos frustrante por permitir assistir o que quiser aonde e quando quiser, o que rende a classificação de "muito satisfeitos" de 62% dos entrevistados. 

Fora esses números, a pesquisa também concluiu que: 

  • 64% dos usuários de plataformas de vídeo sob demanda assistem a dois ou mais episódios de um mesmo programa semanalmente; 
  • Mais de um quarto desses usuários diz fazer isso diariamente, indicando que assistir a séries sob demanda já se tornou um hábito; 
  • 57% dos entrevistados afirmaram assistir YouTube diariamente; 
  • Desse número, 20% disseram assistir mais de três horas de vídeo no YouTube todos os dias. 

São números que demonstram de uma vez por todas um maior protagonismo de serviços como Netflix e YouTube no cotidiano das pessoas e o crescente desinteresse por serviços convencionais de televisão. 

Via ConsumerLab TV & Media Report 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome