Stephen Hawking: "precisamos encontrar alienígenas antes que eles nos encontrem"

Por Redação | em 22.09.2016 às 22h23

stephen hawking

A mente do físico teórico Stephen Hawking não se aquieta quando o assunto é vida extraterrestre. E ele voltou, recentemente, a bater na tecla de que precisamos encontrar vida alienígena o quanto antes, mesmo que em pequenas civilizações, já que certamente nossos vizinhos no universo possuem uma evolução marcada por avanços tecnológicos bem à frente do nosso tempo. 

Em seu programa de meia-hora, intitulado "Stephen Hawking's Favorite Places", ele resolveu falar de um sonho hipotético que envolve uma viagem em uma nave espacial até o planeta Gliese 832c, que é classificado como uma super-Terra, ou seja: tem todas as condições favoráveis à vida, localiza-se a apenas 16 anos-luz daqui e seria potencialmente habitável. 

Trazendo essa história toda para a nossa realidade, a ideia do físico é realizar buscas por vida alienígena começando por sondas espaciais, que partiriam para locais relativamente próximos de nosso planeta a fim de encontrar sinais de comunicação de outras civilizações, com o auxílio de aparelhos e telescópios ultrasensíveis que operam por ondas de rádio através do infinito. 

"Se a vida inteligente tivesse evoluído (no planeta Gliese 832c), nós já conseguiríamos ouvi-la", declarou o estudioso. "Um dia poderemos receber o sinal de um planeta como este, mas precisaríamos conseguir respondê-lo. Conhecer uma civilização avançada seria como se fôssemos índios americanos nativos encontrando Colombo. Fato que não se desenrolou tão bem".  

Hawking parece estar sentindo um misto de empolgação e preocupação: ele ficaria realizado se encontrássemos provas de vida em outros planetas, mas o fato de expormos nossa civilização aos alienígenas dessa forma é um tanto quanto alarmante. Porém, se não tentarmos o quanto antes, as chances de encontrarmos vizinhos vivos no universo vai se esmaecendo cada vez mais. 

O físico mostra claro receio em escancararmos nossos métodos de comunicação universo afora. Entretanto, para Doug Vakoch, presidente do METI International, um instituto de pesquisas aeroespaciais localizado em São Francisco, Califórnia, nós já nos expusemos aos alienígenas há muito mais tempo do que se imagina. Basta pensarmos nas ondas de rádio, televisão e outros tantos sinais que vivemos emitindo para o espaço há quase um século. 

Para muita gente, estudiosa ou simplesmente curiosa, os alienígenas já nos encontraram há muito mais tempo do que parece. E você, o que acha? 

Via Cnet 

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome