Estudante inventa robôs capazes de cultivar alimentos em Marte

Por Redação | em 20.04.2016 às 23h55

Heather Hava

Uma grande preocupação com relação à chegada do homem a Marte é quanto ao cultivo de alimentos, já que transportar mantimentos da Terra até o planeta vermelho custaria extremamente caro. No entanto, o terreno marciano não é fértil e o planeta quase não possui oxigênio em sua fina atmosfera, que é composta em sua maioria por dióxido de carbono. Mas Heather Hava, uma estudante de engenharia aeroespacial da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos, acaba de inventar dois robôs capazes de cultivar frutas e vegetais no espaço, além de conseguir monitorar a saúde dos indivíduos humanos.

O primeiro robô se chama SPOT e consegue cultivar morangos, tomates, pimentões e diversos vegetais dentro de uma câmara compacta. Trata-se de um mini jardim hidropônico, ou seja, os alimentos são desenvolvidos em um sistema sem nenhum tipo de terra, contando apenas com água aditivada com nutrientes para seu crescimento. A água, depois de utilizada para regar as sementes e mudas, é armazenada em um recipiente que deve ser descartado pelos astronautas, que, por sua vez, são responsáveis pelo reabastecimento do líquido.

Heather HavaHeather Hava, a estudante que desenvolveu dois robôs capazes de cultivar alimentos no espaço e monitorar a saúde dos astronautas (Reprodução: Divulgação)

Para manter a temperatura da água em um nível propício para o crescimento dos vegetais, o SPOT conta com sistema de aquecimento e resfriamento, além de monitorar os níveis de pH da plantação e controlar todos os estágios do crescimento da colheita. O robô se conecta a dispositivos por meio de um aplicativo de inteligência artificial, que pode ser utilizado tanto pelos astronautas quanto por funcionários da NASA aqui na Terra.

O outro robô, chamado AgQ, foi desenvolvido com o poder de monitorar a saúde da plantação, bem como a dos astronautas. Ele é capaz de dizer a quem estiver cuidando do cultivo quando a água precisa ser renovada, se o nível de pH do líquido está acima ou abaixo do adequado, ou se a plantação está morrendo por alguma razão. O app do AgQ se conecta a um traje espacial e especial que faz o monitoramento do sistema nervoso do astronauta que o vestir, controlando sua saúde.

Heather pretende testar sua invenção no Mars Desert Research Station, um terreno localizado no estado norteamericano de Utah que simula como seria viver em Marte. Por sua invenção, a estudante ganhou um prêmio de quinze mil dólares fornecido pelo MIT (o Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

No seguinte vídeo, a criadora dos robôs explica mais detalhes sobre o robô:

Fonte: Tech Insider

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome