Cirurgião implantou eletrodos no próprio cérebro para conectá-lo a um computador

Por Redação | em 10.11.2015 às 09h59

Cérebro

No ano passado, Phil Kennedy, um neurologista e inventor de 67 anos de idade, fez uma autoexperimentação nada convencional: ele pagou US$ 25 mil para um cirurgião implantar eletrodos em seu cérebro a fim de estabelecer uma conexão entre seu córtex motor e um computador. 

O Dr. Kennedy é um dos pioneiros no segmento de interface cérebro-máquina e está tentando criar um descodificador de software de voz que possa traduzir os sinais neuronais produzidos pelo discurso imaginado em palavras que saem de um sintetizador de voz. Em suma, ele quer criar um sistema que permita que pessoas com algum tipo de paralisia possam "falar" usando apenas seu pensamento. 

O médico optou por realizar o experimento em si, pois a Food and Drug Administration, uma espécia de ANVISA dos EUA, retirou a permissão da sua empresa, Neural Signals, para implantar eletrodos em seus pacientes. Depois de duas cirurgias muito arriscadas realizadas em Belize, na América Central, ele foi capaz de iniciar seus experimentos com dados do seu próprio cérebro. 

O pesquisador diz que suas descobertas iniciais são "extremamente encorajadoras" e determinou que as diferentes combinações dos 65 neurônios que ele estava acompanhando de forma consistente dispararam todas as vezes que ele emitiu certos sons em voz alta, da mesma forma que dispararam quando ele apenas imaginava-se dizendo tais palavras.

Phil Kennedy tinha a esperança de viver com os implantes em seu cérebro durante muitos anos, coletando dados, melhorando seu controle mental e publicando artigos. No entanto, a incisão em seu crânio nunca fechou completamente, criando uma situação perigosa para sua saúde. Depois de um mês coletando dados, ele foi obrigado a recorrer a outros cirurgiões para remover os implantes.

"Mas eu estou feliz", disse Kennedy. "Eu tive alguns imprevistos e contusões após a cirurgia, mas eu consegui quatro semanas de bons resultados. Eu vou continuar trabalhando nesses dados por muito tempo".

Via Technology Review

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome