CES

Disrupção e Inovação: como a Qualcomm enxerga o futuro de seus processadores

Por Igor Lopes RSS | em 08.01.2016 às 02h00

Snapdragon 810

De Las Vegas, Nevada

Não é mais segredo que a fabricante de microprocessadores norte-americana Qualcomm está indo muito além da sua zona de conforto, na área de chips para smartphones, para expandir seus mercados. Durante a CES 2016, a empresa mal falou sobre suas linhas de processadores mobile, focando muito mais nos chips alternativos e especializados em que tem trabalhado para suportar novas tecnologias e dispositivos de tendências como a da Internet das Coisas.

É o caso do 820A, por exemplo, o novo processador para carros inteligentes que deverá trazer poder de computação e conectividade LTE-A para novos modelos de veículos nos próximos anos. O chip foi apresentado durante a coletiva de imprensa da empresa, onde algumas funções foram demonstradas, como a capacidade de detectar quando o motorista está desatento ao volante e alertá-lo, tudo através do uso da plataforma de deep learning Zeroth.

Outra área de interesse são os drones, que têm ganhado cada vez mais espaço tanto em eventos de tecnologia quanto nas mãos dos consumidores finais. A Qualcomm tem trabalhado para ganhar esse mercado com o Snapdragon Flight, que oferece suporte para processamento de vídeo 4K e navegação em tempo real. A história é semelhante com projetos de Cidades Inteligentes: a linha 9206 será capaz de manter dispositivos conectados em projetos urbanos de iluminação ou transporte inteligente, mas com baixo consumo de dados e energia - duas baterias AA são o suficiente para mantê-lo funcionando por dez anos. 

"Com o tempo, o chip está se tornando mais e mais essencial para indicar quais serão as capacidades de um dispositivo, a importância relativa do chip no dispositivo total está aumentando. O processador irá muito além de conectividade e computação, para se aproximar mais de tarefas como emular o cérebro humano", comentou Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm América Latina.

Na avaliação do executivo, esse nível de especialização continuará aumentando nos próximos anos, ainda mais com a integração de novas tecnologias que deverão tornar os dispositivos ao nosso redor não só mais rápidos e conectados, mas também mais inteligentes.

Uma destas tecnologias é a noção da computação cognitiva, que deverá substituir a inteligência conectada (a famosa rotina de computação "se A, então B") por uma inteligência mais compreensiva, que torna o dispositivo capaz de interagir com o ambiente à sua volta de forma muito mais intuitiva.

Dois chips da empresa já trabalham com a tecnologia: o recém-lançado flagship Snapdragon 820, para smartphones e casas inteligentes, e o 615, desenhado especialmente para máquinas fotográficas inteligentes, capaz de interpretar o que são os objetos nas fotos dentro do dispositivo, sem precisar de conexão com a web.

Mas mesmo com todos esses avanços, uma pergunta ainda permanece: quando que nós, consumidores finais, vamos começar a tirar proveito destas novas tendências? Ainda que as gerações mais recentes de processadores já estejam carregadas com essas tecnologias, ainda são pouquíssimos equipamentos que aproveitam essas funções para oferecer algo concreto para o usuário final.

De acordo com Steinhauser, a Qualcomm atua hoje a nível global em conjunto com os fabricantes de produtos (OEMs) para ajudá-los a integrar as inovações em seus dispositivos, seja através de treinamento de pessoal ou através do desenvolvimento em conjunto. O processo não é simples. Em regiões como a América Latina, a empresa mantém laboratórios de testes nos quais parceiros podem adaptar seus produtos para regulamentações e especificações locais da região,

"No final, a responsabilidade [de integrar novas tecnologias] é do fabricante do dispositivo. Nós fazemos o design, vendemos os chipsets e ajudamos o máximo que podemos para criar um bom produto final, mas a responsabilidade dessa integração é dos OEMs", afirmou o executivo.

*O jornalista viajou a CES 2016 a convite da Qualcomm

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome