Campus Party Recife pode não acontecer em 2016 por falta de apoio

Por Redação | em 07.04.2016 às 16h44 - atualizado em 07.04.2016 às 17h15

Campus Party Recife Vitrine

Infelizmente, as notícias não são tão boas para os campuseiros da região nordeste do Brasil, isso porque, ao que tudo indica, a edição 2016 da Campus Party Recife pode não acontecer. A dúvida pairava no ar desde o início deste ano e ganhou forças nesta quarta-feira (6), quando o fundador do evento Paco Ragageles, publicou no Twitter um emoticon triste ao lado da hashtag #cprecife2016.

Ao G1, o espanhol declarou que os governos da cidade de Recife e do estado de Pernambuco informaram não terem orçamento para apoiar a realização do evento. “Estamos tentando fechar um compromisso para o ano que vem, mas eles não dão mais resposta”, comentou. Outra ausência significativa nas finanças da CP Recife será a da Telefônica Vivo, até então uma das principais financiadoras do evento.

Nem tudo está perdido

Nem só de notícias triste viveram os campuseiros no dia de ontem. Isso porque o deputado estadual Edilson Silva (PSOL) garantiu um aporte de R$ 400 mil reais por meio de emenda parlamentar para auxiliar o poder público na realização do evento. A ideia é reduzir o impacto do apoio nas contas do estado e da prefeitura, visto que a estimativa é que cada uma das partes invista R$ 750 mil reais na Campus Party. Os valores seriam incluídos no orçamento de 2017.

“Gostaria que outros parlamentares também se colocassem à disposição. Abrir mão de um evento como esse é abrir mão do futuro, de melhorar condições de competitividade do nosso Estado e da nossa juventude diante de uma crise econômica tão grande como a que estamos vivendo”, destacou o parlamentar. 

Silva é um notório apoiador da realização da Campus Party, tendo alertado em plenária no começo do último mês sobre a importância de se apoiar a realização do evento. “Essa iniciativa é extremamente importante e pode envolver quatro mil jovens na construção de alternativas tecnológicas para o combate à dengue, zika e chikungunya”, cravou o deputado.

O custo total de realização da Campus Party em Recife é de R$ 2,25 milhões. Em 2015, a feira teve foco no empreendedorismo e bateu recorde de público, contando com mais de 250 atividades e 224 palestrantes. Ao todo, foram mais de 300 horas de conteúdo produzido. Até o fechamento desta nota, a organização do evento não havia respondido à reportagem do Canaltech para comentar as informações.

Fontes: G1, IG, Alepe

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome