Homem rouba US$ 1 milhão para gastar com itens de "Game of War"

Por Redação | em 13.12.2016 às 09h56

Game of War

Falar de prioridades sempre é um assunto bastante delicado, principalmente porque cada um tem as suas. Mesmo assim, dada a realidade atual do Brasil, onde milhares de pessoas literalmente vêm vendendo o almoço para ter o que jantar, surpreende o fato de um norte-americano gastado US$ 1 milhão em itens do jogo Game of War. O problema é que esse dinheiro todo foi fruto de um roubo. 

Kevin Lee Co, de 45 anos, foi condenado pela Corte Federal de Sacramento, Califórnia, por ter roubado um total de US$ 4,8 milhões da empresa onde trabalhava. Durante o julgamento, o homem disse ter subtraído o dinheiro do seu empregador para gastar com compras dentro do game mobile que ficou mundialmente famoso após seus comerciais estrelados pela atriz Kate Upton e pela cantora Mariah Carey. 

Disponível gratuitamente para Android e iOS, o título pode ser comparado a Age of Empires, só que com compras de armas, itens e outros utensílios para ajudar o jogador a superar inimigos e desafios. É uma fórmula que já vem sendo utilizada há algum tempo por títulos dessa estirpe e que rende US$ 1,6 milhão diários para Game of War.

Segundo uma pesquisa feita pela Slice Intelligence em 2015, um jogador gastava em média US$ 550 anuais dentro do título, sendo que um deles gastou, sozinho, US$ 9 mil. Embora o valor soe absurdo, não chega nem perto ao que Co gastou - e ao que ele faz para ter essa grana toda.

A BBC informa que o larápio era o responsável pelo departamento de contabilidade da Holt California e que desde 2008 vinha fraudando as contas da empresa. Por sete anos ele conseguiu esconder as subtrações, que totalizaram US$ 4,8 milhões, mas eventualmente foi pego em março de 2015.

Durante o julgamento, que ocorreu na semana passada, Co admitiu que, além de Game of War, o dinheiro foi gasto com carros luxuosos, cirurgias plásticas, ingressos para jogos de futebol americano e basquete e uma associação a um clube de golfe destinado a ricaços da Califórnia.

A sentença será dada em maio de 2017 e o advogado de Co prevê que ele poderá pegar até 40 anos de prisão. Prioridades, né?

Via BBC, The Next Web, VentureBeat

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome