Apple Watch 2 pode contar com uma bateria 35% mais potente

Por Redação | em 29.08.2016 às 06h48

Apple Watch

A Apple anunciou que está trabalhando na segunda geração de seu smartwatch durante a última WWDC, e esse lançamento é esperado para o evento em que a companhia lançará o próximo iPhone, em setembro. Agora, uma imagem vazada na rede social chinesa Weibo mostra que a bateria da segunda geração do Apple Watch pode ser 35% maior que a anterior.

Faz sentido usar uma bateria fisicamente maior, desde que ela também ofereça mais autonomia. Contudo, essa informação contraria um rumor anterior, que dizia que o Apple Watch 2 deveria ser mais fino, além de trazer um touchscreen aprimorado. Esse novo display contaria com a tecnologia chamada “One Glass Solution” (OGS), que elimina uma das camadas de vidro do display tradicional e a substitui por uma camada de um material mais fino.

bateria Apple Watch 2(Reprodução: Weibo)

A bateria das imagens teria 334 mAh de capacidade e seria de um modelo de 42 milímetros, o que representa uma melhoria considerando a bateria de 205 mAh do primeiro Apple Watch, mas que tinha somente 38mm de espessura. Essa nova bateria seria capaz de segurar uma carga por até 72 horas, enquanto a bateria atual rende cerca de 18 horas de uso.

É importante ressaltar que essas informações não foram confirmadas (tampouco negadas) pela Apple. Mas, de acordo com outros rumores, ainda não será dessa vez que o Apple Watch vai se tornar independente de um iPhone. No entanto, é esperado que o smartwatch venha equipado com um processador mais potente, além de barômetro e GPS.

Fonte: MacRummors

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome