Apple está trabalhando para aumentar ainda mais a segurança de seus iPhones

Por Redação | em 25.02.2016 às 08h27

segurança iPhone

De acordo com uma reportagem publicada no The New York Times nesta quarta-feira (24), os engenheiros da Apple já começaram a desenvolver novas medidas de segurança ainda mais confiáveis para os smartphones da companhia. A ideia é que os iPhones sejam tão à prova de invasões que nem mesmo o governo dos Estados Unidos será capaz de hackear os dispositivos, como estão tentando fazer com o iPhone 5c de um dos atiradores do massacre de San Bernardino.

Apesar da companhia não ter anunciado essa informação oficialmente, fontes próximas à Maçã garantiram que a atualização de segurança está próxima de acontecer. Enquanto o FBI tenta obrigar a Apple a desenvolver métodos para que seja possível quebrar a segurança de aparelhos que possam ajudar no andamento de investigações antiterroristas, a empresa de Cupertino vai na contramão criando meios de tornar seus dispositivos ainda mais à prova de invasões.

A criação de medidas de segurança ainda mais resistentes deverá aumentar a tensão entre a fabricante dos iPhones e os órgãos de investigação estadunidenses, e a briga certamente envolverá outras empresas do setor de tecnologia que, assim como a Apple, também são contra a quebra na segurança de seus sistemas - mesmo em casos envolvendo crimes de repercussão como o ocorrido na Califórnia. Enquanto as desenvolvedoras de softwares, lojas de e-commerce e fabricantes de dispositivos eletrônicos usam a criptografia como uma medida para tornar seus produtos mais seguros, os órgãos legais do país acreditam que essa tecnologia favoreça a comunicação virtual entre criminosos e terroristas.

No entanto, o FBI alega que o pedido para que a Apple quebre a segurança de seu smartphone restringiu-se somente ao caso de San Bernardino, apesar de advogados da Apple terem afirmado que recentemente o órgão solicitou a quebra da segurança de pelo menos doze aparelhos. A Maçã tem até esta sexta-feira (26) para responder à ordem judicial, e uma audiência oficial já foi agendada para o dia 22 de março.

Fonte: The New York Times

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome