Amazon deleta mais de 500 mil avaliações "compradas" por vendedores

Por Redação | em 25.11.2016 às 15h39

Amazon

Historicamente, a Amazon sempre se esforçou para coibir avaliações de produtos compradas dentro de sua plataforma, chegando inclusive a processar diversos vendedores que se valiam da prática para tentar melhorar a classificação de seus produtos no site.

Até agora, no entanto, a gigante não tinha se movimentado muito para evitar outra prática prejudicial para seu e-commerce: as chamadas reviews "incentivadas".
Ao invés de trocar dinheiro por boas avaliações, vários vendedores do site tentavam burlar agora o sistema oferecendo produtos gratuitos ou descontos para usuários que deixassem bons comentários em suas páginas dentro da Amazon.

Em média, produtos com avaliações incentivadas por seus vendedores costumavam ter em torno de 4.74 estrelas na Amazon – um número bem superior a avaliação média de 4.36 estrelas que os produtos não-incentivados têm no site.

Desde de o mês passado, no entanto, a empresa tomou as rédeas do problema, banindo oficialmente a prática e começando a deletar essas avaliações em seu e-commerce.
De acordo com dados coletados pela empresa de análise de mercado ReviewMeta, que monitorou uma base de 65 milhões de reviews em 32 mil produtos, a Amazon já deletou mais de 500 mil reviews desde o começo de outubro – 71% delas consideradas avaliações "incentivadas". Alguns produtos, inclusive, chegaram a ter 9 mil avaliações apagadas em um só dia.

Além disso, o levantamento indicou que, nas últimas duas semanas, o número de novas reviews incentivadas caiu drasticamente, representando apenas 1,5% de 10 milhões de novas avaliações colocadas na Amazon durante o período. "Isso é consideravelmente menos do que víamos antes", explicou o CTO da ReviewMeta, Tommy Noonan, ao TechCrunch. "Para cara avaliação incentivada que nós encontramos na Amazon, vimos 2,6 reviews na nossa base de dados que não estavam mais lá".

Queda brusca na percentagem de reviews incentivadas pode ser vista no dia em que a Amazon baniu a prática

De acordo com o executivo, a ação da Amazon ainda não está sendo 100% efetiva, é claro, mas a expectativa é que a prática continue a encolher nos próximos meses, conforme produtos antigos dentro do site comecem a perder projeção no e-commerce por conta das quedas em suas avaliações. "Eles efetivamente mataram essa indústria", comentou.

Via: Tech Crunch

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome