Xiaomi estuda lançar seu primeiro notebook em 2016

Por Redação | 03 de Setembro de 2015 às 09h32
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Ao que tudo indica, rivalizar com marcas conhecidas no mundo todo apenas no mercado de smartphones não é mais o suficiente para a chinesa Xiaomi. Isso porque a companhia, que desembarcou este ano aqui no Brasil, pretende entrar no ramo dos notebooks e lançar o seu primeiro laptop em 2016.

Uma fonte ligada à empresa passou esta informação ao site Bloomberg Business, revelando ainda que a intenção da Xiaomi seria acirrar ainda mais a rivalidade com a Apple e com a Lenovo. Isso significa que o suposto notebook da Xiaomi não seria uma máquina intermediária, mas sim um dispositivo de ponta para fazer frente ao MacBook Air (Apple) e ThinkPad (Lenovo).

Conforme revela a publicação, a Xiaomi tem conversado com a Samsung Electronics a fim de ter a companhia sul-coreana como sua fornecedora de chips de memória. Indo mais além, a fonte contou à Bloomberg que a parceria pode vir a incluir também o fornecimento de telas para os laptops.

Mercado em alerta

A Xiaomi existe há apenas cinco anos, mas já causa um barulho significativo no mercado de smartphones. Isso porque ela oferece gadgets de ponta com preços intermediários, prática que a levou a ocupar o posto de quarta maior vendedora de smartphones do mundo em 2014.

A entrada da companhia no mercado de notebooks pode movimentar bastante o setor para cima e para baixo. Se o laptop da Xiaomi repetir o sucesso de seus smartphones, suas fornecedoras — ou seja, a Samsung — ganham um fôlego ainda maior. Já as suas concorrentes podem se ver diante de um dilema que as obrigarão a rever a sua política de preços.

De qualquer maneira, tudo ainda é apenas rumor. A Xiaomi começa a dar seus primeiros passos no ocidente e o faz de maneira controlada. Inclusive, a política de investir em uma linha diminuta para garantir preços acessíveis aos consumidores vai ao encontro da ideia de um único modelo de laptop em seu rol de produtos.

Enfim, de acordo com a fonte, que não quis se revelar, é provável que as vendas do suposto notebook da empresa comecem já no primeiro trimestre de 2016. Então, se isso for verdade, é bem provável que novos rumores venham esquentar o assunto ainda neste ano. Vamos ficar de olho.

Fonte: Bloomberg Business

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!