Usuários pedem que Apple troque teclados defeituosos do MacBook Pro

Por Felipe Demartini | 04 de Maio de 2018 às 11h31
Tudo sobre

Apple

Um grupo de usuários de computadores da Apple está exigindo que a empresa crie uma iniciativa de troca de teclados defeituosos do MacBook Pro semelhante à onda de substituições recentes de baterias do iPhone. Em uma petição online que já conta com mais de 4.200 assinaturas, o grupo de reclamantes pede um recall dos notebooks e a substituição dos componentes por versões “que funcionam” e sem os problemas de design das edições originais.

O problema, segundo eles, estaria no funcionamento das teclas, modificadas pela Maçã em 2015. De forma a inserir todas as teclas necessárias e manter um bom tamanho para digitação, a Apple disse ter redesenhado todos os botões individualmente, adotando um mecanismo “borboleta”, com peças que ficam lado a lado, em vez de cruzadas, para garantir uma distribuição de pressão semelhante, mas ocupando 40% menos espaço no corpo dos dispositivos.

Na teoria, tudo muito bonito, mas na prática os problemas vêm sendo relatados desde o lançamento. Usuários, por exemplo, reclamam da baixa profundidade dos botões – o que motivou novas mudanças de design em modelos mais recentes – bem como de questões como afundamento ou teclas que deixam de funcionar inesperadamente após uso contínuo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além disso, o novo formato facilita a entrada de poeira e sujeira sob as teclas, o que auxilia ainda mais em seu travamento, enquanto outras reclamações estão relacionadas ao conforto, ou ausência dele, nas teclas baixinhas e praticamente coladas ao corpo do notebook. Na combinação, os elementos citados e a grande quantidade de usuários afetados são mais do que suficientes para o anúncio de um recall.

Não foi o que aconteceu no mundo real, muito pelo contrário. Usuários mais adeptos dos reparos descobriram que não é possível adquirir teclados avulsos e consertar os notebooks em casa, enquanto, nos Estados Unidos, esse tipo de conserto custa cerca de US$ 700 (aproximadamente R$ 2,5 mil, em conversão direta) e leva alguns dias para ser realizado – má notícia para quem depende do computador para trabalhar.

Ainda assim, relatos não confirmados oficialmente indicam um aumento cada vez maior no número de pedidos de conserto nas lojas oficiais da Maçã, indicando que o problema com os teclados pode ser bem maior do que as quatro mil assinaturas na petição indicam. Pior ainda, eles estariam acontecendo em todo o mundo, principalmente em locais onde o serviço de reparo oficial é ainda mais caro e demorado.

Por enquanto, porém, a Apple não se pronunciou sobre o assunto. Além do programa de consertos e extensão de garantia aplicado no iPhone, a Maçã já realizou iniciativas semelhantes relacionadas à bateria em outros produtos de sua linha, como acessórios ou computadores. Resta saber, agora, se a petição dos usuários vai gerar esse efeito também nas linhas recentes de MacBook.

Fonte: Change.org, VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.