Três novas patentes da Apple sugerem como serão os teclados dos futuros MacBooks

Por Eduardo Hayashi | 08 de Agosto de 2018 às 13h50
Tudo sobre

Apple

A Touch Bar, que estreou no MacBook Pro de 2016, surgiu como uma opção interessante e inovadora para melhorar a acessibilidade de funções específicas a partir de uma pequena tela touch próxima ao teclado físico.

Apesar de interessante e útil, a novidade não fez muito sucesso entre os usuários, principalmente devido à falta de suporte de aplicativos compatíveis com o sistema. Contudo, parece que a Apple não pretende eliminar de vez a Touch Bar, mas sim oferecer uma "expansão" atualizada desta função. Pelo menos é o que sugerem as novas patentes registradas pela gigante de Cupertino.

Em uma primeira imagem encontrada nos documentos das patentes, podemos ver um modelo de laptop que possui uma tela de toque no mesmo lugar onde normalmente o teclado é posicionado, oferecendo a possibilidade de utilizar tanto um teclado virtual semelhante a um convencional quanto layouts de botões predefinidos que podem mudar de acordo com a ferramenta utilizada. Há também a menção de sensores hápticos e um display sensível a diferentes níveis de pressão.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

(Imagem: Apple)

O segundo modelo traz algo que se aproxima da Touch Bar dos modelos atuais de MacBook Pro, com a diferença de que a barra sensível ao toque está localizada nos entornos do teclado físico, na parte inferior e nos cantos do laptop, com a possível proposta de oferecer atalhos personalizados.

(Imagem: Apple)

Em um terceiro e último projeto, o registro traz o esquema gráfico do que parece ser um teclado mais convencional, mas que contará com capa de tecido posicionado sobre uma única membrana para todas as teclas, com uma proposta que se assemelha muito ao Smart Keyboard do iPad.

Apenas especulações

Embora as patentes realmente tenham sido registradas pela Apple, é importante reiterar que elas nem sempre são utilizadas pela empresa na fabricação do produto final. Na verdade, documentos de registro deste tipo geralmente são feitos com o principal propósito de evitar que outras companhias se apropriem indevidamente das tecnologias em seus respectivos produtos.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.