Qualcomm e Microsoft anunciam PCs equipados com Snapdragon 835 e Windows 10

Por Redação | 31 de Maio de 2017 às 12h02

Os chips Snapdragon já são lugar comum quando o assunto são os smartphones de alta performance, mas agora a Qualcomm quer atravessar a ponte para chegar também ao mercado de PCs. Para isso, a companhia se uniu à Microsoft para anunciar uma versão do Snapdragon 835 voltada para computadores, prometendo baixo consumo de energia, portabilidade e, claro, grande poder de processamento.

A plataforma mobile PC da Qualcomm chega para fazer exatamente o que o nome indica – entregar as características de um computador convencional com as facilidades de uma plataforma móvel, como a conectividade a partir dos modems X16 LTE mais recentes da marca –, autonomia considerável e operação silenciosa, sem a necessidade de ventoinhas, o que garante dispositivos leves e versáteis.

Rodando Windows 10 em uma versão específica para chips ARM, o Snapdragon 835 vem integrado a uma placa mãe própria e promete máquinas que ficam ligadas por até 50% mais tempo que sistemas x86 convencionais. Além disso, outro destaque é o baixo consumo de energia em modo stand-by, com os computadores permanecendo “descansando” por períodos até cinco vezes mais longos, enquanto aplicativos de e-mail e redes sociais se mantêm atualizados e notificando o usuário. O retorno ao trabalho também acontece de maneira quase imediata, como em um smartphone.

A Qualcomm também anunciou parcerias com fabricantes como Lenovo, HP e ASUS para criação dos primeiros equipamentos com a plataforma, que ainda não têm data para serem revelados. A empresa, entretanto, já revelou que elas seguirão o caminho tradicional, apostando em um formato de notebook convencional, o que vai permitir a colocação de baterias maiores, ou, então, uma redução no tamanho dos dispositivos.

Já do ponto de vista do software, o uso do Windows 10 em uma arquitetura ARM vai permitir que todos os aplicativos da versão convencional do sistema operacional funcionem sem problemas. A plataforma possui um modo de emulação x86, sendo assim não exige que desenvolvedores criem versões específicas de seus aplicativos para os mobile PCs. Eles podem ser baixados diretamente dos sites ou da loja oficial, como os usuários estão acostumados.

Versões adaptadas, entretanto, poderão contar com desempenho extra e funcionarão melhor por aproveitarem todos os recursos do sistema. Como a ênfase é na conectividade, a garantia é de que os softwares funcionarão normalmente com a conexão 4G, sem restrições quanto ao uso da rede.

Além de notebooks, a Qualcomm espera ver sua arquitetura de mobile PCs aparecendo também em máquinas tudo em um. Quando veremos isso se tornando realidade, entretanto, ainda é um mistério, apesar de a fabricante alardear que sua revolução para o mercado de computadores está próxima de acontecer.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.