Xiaomi cria nova subsidiária com foco em chips para inteligência artificial

Por Wagner Wakka | 08 de Abril de 2019 às 08h41
Tudo sobre

Xiaomi

Saiba tudo sobre Xiaomi

Ver mais

A Xiaomi está passando por uma reorganização da sua subsidiária Pinecone, responsável pela fabricação de chipsets para os aparelhos da empresa. A principal mudança será uma nova divisão batizada de Dayu (palavra chinesa para “peixe grande”), cujo objetivo será focar em desenvolvimento de chips voltados para aplicação de inteligência artificial em produtos de internet das coisas.

Provavelmente, a proposta da Xiaomi com isso é ampliar o setor de itens inteligentes e casa conectada. Em 2017, o CEO Lei Jun informou que as companhias de smartphone estão com a tendência de desenvolver seus próprio chips para inteligência artificial, mostrando interesse da companhia nisso.

A empresa pode querer ampliar o setor, já que sua divisão de internet das coisas cresceu 89,9% no último ano, acima do esperado pelos seus executivos. Ainda, a expectativa para o ano é de que o mercado de smartphones retraia, justificando investimentos em outras áreas.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Xiaomi também informou em janeiro deste ano o investimento de US$ 1,5 bilhão para fazer seu setor de inteligência artificial crescer. O montante deve ser direcionado exatamente para aparelhos de casa conectada. 25% da Dayu será de propriedade da fabricante chinesa, enquanto 75% das ações restantes serão distribuídas entre os empregados da companhia.

Fonte: Technode

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.