Sony Pictures vai à Justiça na Índia para impedir pirataria nos Jogos Olímpicos

Sony Pictures vai à Justiça na Índia para impedir pirataria nos Jogos Olímpicos

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 30 de Julho de 2021 às 22h20
Foto: Divulgação

Uma decisão da Suprema Corte de Delhi, na Índia, vai garantir que a Sony Pictures seja a única a transmitir os Jogos Olímpicos no país. Segundo a empresa, a ideia é que os indianos assistam às competições no canal oficial, sem recorrer a plataformas ilegais.

Embora a maioria das apresentações dos atletas no Japão esteja acontecendo sem a presença de público, toda a ação tem sido levada a bilhões de espectadores de todo o mundo pela TV. Na Índia, os direitos de exclusividade da transmissão são da Sony Pictures.

No pedido feito à Justiça, a empresa alega que tem motivos para acreditar que a Olimpíada será apresentada de forma ilegal em dezenas de sites não licenciados. O advogado Abhishek Malhotra, representante da empresa, diz que mais de 40 sites e mais de 30 operadoras de cabo multissistema estão envolvidos na distribuição de conteúdo pirata — e que já fizeram isso no passado. A Sony Pictures, então, quer impedi-los.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Pixabay

Justiça impede 47 sites

O tribunal concordou com o pedido de Malhotra e decidiu vetar 47 endereços (o único nomeado especificamente foi o Yallashootextra.com) de “hospedar, transmitir, reproduzir, distribuir, oferecer e/ou comunicar ao público pela internet material cinematográfico, conteúdo, programa, apresentação ou evento em que os demandantes [a Sony Pictures] tenham direitos autorais”.

A decisão é preventivamente extensiva a sites-espelho ou proxy, que podem ser usados para contornar a proibição. Além disso, 30 provedores de serviços devem bloquear o acesso dos 47 sites, incluindo espelhos e proxys eventualmente criados para abrigar o material.

A ordem é válida até 29 de setembro, quando deve haver nova audiência sobre o caso. Até lá, os Jogos Olímpicos já terão terminado, mas como a determinação inclui todo o conteúdo da Sony Pictures, pode haver pendências ainda a serem resolvidas.

Fonte: TorrentFreak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.