Rumor | Tesla está usando “laboratório secreto” para fabricar baterias próprias

Por Rafael Arbulu | 27 de Junho de 2019 às 10h08
DepositPhotos
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

A Tesla estaria reunindo equipamentos laboratoriais e já teria dado início à produção própria de células de bateria de íons de lítio em um "laboratório secreto" localizado próximo à sua fábrica em Freemont, na Califórnia. Segundo reportagem da CNBC, que diz ter conversado com cinco funcionários da montadora de carros elétricos, a medida tem a serventia de aliviar a dependência da empresa em relação à Panasonic.

Atualmente, a Panasonic é responsável pelo desenvolvimento de componentes de baterias que a Tesla empacota nas ofertas de seus automóveis de luxo, com pessoal deslocado para atuar na fábrica da montadora em Sparks, no estado de Nevada. A Panasonic também atua, em conjunto com a LG, na oferta de baterias para a futura fábrica da Tesla em Xangai, na China, prevista para entrar em funcionamento até o final de 2019.

Por essa razão, ainda que a montadora comece a se responsabilizar por suas próprias produções, é improvável que a relação entre as empresas seja terminada, aponta a reportagem da CNBC.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
O sedã de luxo Model 3, da Tesla, usa baterias da Panasonic: montadora estaria em processo de desenvolvimento de suas próprias células de bateria a fim de reduzir dependência de fornecedor terceirizado

Entretanto, é importante lembrar que comentários feitos recentemente pelo CEO da fabricante automotiva, Elon Musk, podem ter “salgado” esse romance corporativo: segundo o executivo, foi o ritmo de produção das baterias por parte da Panasonic que atrasou a entrega dos sedãs Model 3 pela Tesla. Mais além, o CEO da Panasonic, Kazuhiro Tsuga, disse em maio que a empresa pode não produzir um volume de baterias considerado suficiente pela Tesla em 2020.

Recentemente, como medida de corte de custos, a Tesla demitiu uma série de funcionários na região de Sparks. Funcionários estes que foram prontamente absorvidos pela Panasonic nas últimas semanas.

Até o momento, nenhuma das duas empresas comentou as informações veiculadas.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.