Resultados financeiros do Twitter revelam lucro trimestral inédito

Por Redação | 27 de Outubro de 2017 às 11h15
Tudo sobre

Twitter

O resultado financeiro divulgado pelo Twitter nesta quinta-feira (26) elevou as ações da companhia em 18% e atingiu, pela primeira vez, a soma necessária para um trimestre lucrativo após amortizações de impostos e taxas. Nos trimestres anteriores, desde sua fundação, o Twitter nunca conseguiu fechar um trimestre fiscal com lucratividade, aumentando fortemente a pressão sobre a empresa nos últimos anos.

De acordo com o CEO do Twitter, Jack Dorsey, a rede social fez progresso em três áreas chave: aumento da audiência e do engajamento, avanço no retorno do crescimento de receitas e rentabilidade recorde. A empresa mostrou-se capaz de reduzir os custos e aumentar sua base de usuários em 4 milhões de pessoas entre julho e setembro, o que leva a rede social a somar um total de 330 milhões de usuários ativos.

Neste período, o Twitter ganhou US$ 508 milhões em receita publicitária, com projeção de que a empresa termine o ano com US$ 1,21 bilhão em receita de anúncios digitais, o que colocaria a rede social na sexta posição entre as empresas de publicidade online com maior receita dos Estados Unidos. Grande parte deste resultado deve-se ao crescimento no negócio de publicidade de autoatendimento, que permite que as empresas utilizem a plataforma automatizada do Twitter para comprar anúncios, algo bastante similar ao que o Facebook e o Google já utilizam.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O Twitter tem buscado novas maneiras de envolver os anunciantes e diversificar seu fluxo de receita. O principal foco da companhia está nas iniciativas multimídia, como vídeos ao vivo e parcerias com festivais de músicas e programas de TV em âmbito global. Os vídeos são atualmente o principal formato de anúncio do Twitter, especialmente o conteúdo ao vivo patrocinado e comerciais in-stream. "Nossa estratégia é claramente alinha com a TV para gerar alcance incremental para eles e sinceramente sintonizar seu produto principal", afirmou o vice-presidente do Twitter, Matt Derella. "Somos realmente uma extensão do que estão fazendo".

Para exemplificar a capacidade de o Twitter incentivar as pessoas a assistirem programas de TV ao vivo, Derella falou sobre a parceria com a NFL para destacar alguns jogos da liga de futebol americano e de programas do BuzzFeed e da Bloomberg. "Nós absolutamente vemos uma oportunidade quando [os usuários] estão em movimento e não em frente de uma televisão", disse Derella. "Nosso trabalho é mostrar às pessoas o que está acontecendo no mundo. Do que eles estão falando?"

Além de anunciar a expansão no modelo de autoatendimento de anúncios e nas iniciativas publicitárias de vídeos, o Twitter também planeja investir nas divisões de licenciamento de dados e soluções empresariais, que cresceram juntas 22% no último trimestre fiscal.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.