Provedores de conteúdo na internet vão investir R$ 220 bilhões em 2016

Por Redação | 09 de Agosto de 2016 às 16h11

Um relatório feito pela consultoria Ovuum mostrou que o mercado de provedores de conteúdo na internet cresceu 3,6% em uma comparação com o mesmo período do ano passado. A consultoria também aponta que o número de investimentos tende a crescer e pode chegar a US$ 70 bilhões, ou seja, mais de R$ 220 bilhões, representando uma alta de 6,6%.

"O crescimento das receitas para empresas OTT/Cloud no segmento de provedores de conteúdo na internet foi moderado. Três dos Top 5 – Google, Amazon e Facebook – continuam a relatar altas fortes nas receitas ano a ano, garantindo um crescimento natural do capex. ICPs da China também crescem mais rápido que a média", aponta o relatório.

O relatória da Ovuum apontou, porém, que a Apple teve três semestres fracos consecutivos, a Microsoft teve cinco, e outros fornecedores híbridos como IBM, Oracle e SAP também obtiveram resultados mistos. A consultoria aponta que resultados fracos tendem a derrubar ainda mais o capex.

A estimativa de capex – que são os investimentos em bens de capital – de US$ 70 bilhões representa um valor intermediário. Uma estimativa negativa traz um total de US$ 66 bilhões, e uma otimista US$ 75 bilhões. O desempenho menor do que o estimado se deve à consolidações como a compra do Youku pelo Alibaba por US$ 4,4 bilhões e a compra do LinkedIn pela Microsoft em junho, por US$ 26,2 bilhões. Fora a aquisição do Yahoo por US$ 4,8 bilhões pela Verizon.

Outro aspecto apontado pela Ovuum é o aumento de ritmo de investimentos feitos pelo Facebook em infraestrutura de redes. Em 2012, a empresa investiu R$ 3,8 bilhões e, no ano passado, esta quantia mais do que duplicou, chegando a R$ 8 bilhões. Para 2016, a expectativa é que estes investimentos alcancem US$ 5 bilhões (cerca de R$ 16 bilhões). Um motivo para os altos investimentos é a demanda por vídeo, que aumentou muito os últimos anos e, de acordo com o relatório, Google, Amazon e outros ICPs "estão também investindo mais em plataformas de vídeo ao longo do tempo".

Fonte: Convergência Digital

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.