Os principais erros cometidos por empreendedores durante a crise

Por William Nascimento | 21.07.2016 às 16:50

Quando uma crise econômica ou política afeta o mercado de um país, é normal que empreendedores fiquem tensos por causa da incerteza de como será o futuro. Em tempos como esses, donos de pequenas negócios podem acabar se precipitando ao tomar atitudes que podem ser nocivas para sua empresa. Com isso, a crise pode ficar ainda pior devido as decisões incoerentes e precipitadas do gestor.

De acordo com Marcelo Paranzini, gerente do Sebrae-SP, o importante em momentos tensos como esse é manter o pé no chão, a mente na realidade do mercado. Também é importante que os empreendedores busquem algum tipo de ajuda, como consultorias ou o próprio Sebrae, que possam ajudá-los a gerir melhor o negócio em épocas turbulentas.

Abaixo você verá alguns dos principais erros cometidos pelos empreendedores que podem ser fatais para as empresas em épocas de crise.

Empreendedorismo

Ter a ideia de que a empresa nunca enfrentará uma crise

Um dos primeiros erros que podem ser cometidos na gestão de um negócio é não contar que a crise virá. É preciso preparar o negócio para enfrentar qualquer dificuldade com seriedade e maior estabilidade possível. Em uma economia capitalista, crises e dificuldades acontecem de maneira cíclica.

Empreendedorismo

Culpar a crise por um erro que cometeu

Culpar a crise por um erro de cálculo ou visão do empreendedor também é um erro bastante comum em épocas de dificuldades. "Muitas vezes ele entra em um negócio sazonal, uma moda, como foi a das paleterias. Depois de um tempo, o negócio começa a ir mal, e o empreendedor culpa a crise. Não posso culpar a crise pela minha falta de diagnóstico", disse Alessandro Saade, da BSP.

Sendo assim, o empreendedor deve estar ciente de todos os riscos e calcular muito bem suas apostas. Caso entre em um negócio de sucesso passageiro, em nada adiantará culpar a crise pelo fracasso.

Empreendedorismo

Falta de planejamento

Uma vez que a crise é algo que sempre aparecerá em um sistema capitalista, a melhor forma de se preparar para enfrentar dificuldades é por se preparar. Infelizmente, a maioria dos donos de negócios não se preocupam com isso. Muitos só pensam em melhorar processos, aumentar a eficiência e enxugar custos desnecessários somente quando a crise se estabelece.

Se um planejamento é bem elaborado e colocado em prática, é provável que o negócio tenha maior sustentabilidade para encarar as dificuldades.

Empreendedorismo

Não ter visão de mercado

Um dos pensamentos mais comuns e errôneos entre os empreendedores de diversos setores é acreditar que a crise paralisou o mercado. Esta ideia não tem base na realidade. Muitos empresários estão preparados para enfrentar a crise e mantem seus investimentos mesmo com a crise. Os que pensam que o mercado paralisou por causa da crise costumam não observar o que está em sua volta antes de tomar atitudes para enfrentar a recessão.

Empreendedorismo

Desconsiderar o feedback do consumidor

Muitas vezes os empreendedores deixam de ouvir seus consumidores durante a crise. Este é um erro que pode ser fatal para o negócio. Com isso, ele perde oportunidades de oferecer algo que o consumidor está procurando. Em época de crise, os clientes costumam mudar hábitos e esta é uma boa oportunidade para avaliá-los. Se isso for feito, é possível lançar um novo produto que atenda as novas exigências deles.

"É preciso ouvir o consumidor dentro da sua loja. E, se ele não fala nada, você tem que saber fazer as perguntas certas. Só que na crise o empreendedor muitas vezes não consegue reagir, e deixa isso de lado", afirma Saade.

Empreendedorismo

Pensar apenas depois de demitir

Para muitos, crise é sinônimo de demissões. Muitos empresários, de startups, pequenos negócios e até de grandes empresas, acreditam que a principal maneira de enfrentar a crise é por reduzir o quadro de colaboradores para diminuir os custos do negócio. Em muitos casos isso pode ser um grave erro.

Muitos empreendedores perdem ótimos profissionais que podem oferecer uma solução para que o negócio prospere mesmo em tempos difíceis. A demissão do profissional errado pode trazer muitas dificuldades para um negócio, como perda de produtividade e eficiência, além da perda de novas ideias. Por isso, antes de demitir, o empreendedor deve ficar atento para perceber problemas e envolver a equipe para encontrar a solução.

Empreendedorismo

Não fazer as contas

É claro que na crise é preciso estar atento para reduzir custos. Mas esse processo precisa ser muito bem analisado, o que normalmente não acontece. "É importante fazer uma análise de todo primeiro, para saber quais pontos podem ter uma redução, e só depois tomar as decisões de como a empresa pode ser mais eficiente. Porém, o que acontece na maioria das vezes é que os empreendedores analisam apenas o resultado final", disse Paranzini.

Empreendedorismo

Ficar isolado

Em épocas de dificuldade, muitos empreendedores focam todo seu tempo e energia na empresa e acabam ficando sozinhos, achando que vão resolver todos os problemas sozinhos. Com isso, eles não conseguem ter uma visão para explorar oportunidades e não buscam ajuda de entidades do setor. Isso deixa o negócio engessado e sem fôlego para sair da crise.

Empreendedorismo

Esquecer de aproveitar as oportunidades que a crise proporciona

É verdade que toda crise traz oportunidades. Mas, somente os que estiverem atento ao mercado conseguem aproveitá-las. Portanto, cabe ao empreendedor identificar as chances. "Muitas empresas acabam deixando espaços vazios", segundo o gerente do Sebrae. É nessa época que os empreendedores precisam explorar o mercado afim de encontrarem esses espaços. Se o foco for absolutamente na crise e nos problemas que ela acarretou no negócio, certamente as oportunidades passarão sem serem aproveitadas.

Via EXAME