Oi e Huawei firmam parceria para modernizar e otimizar rede móvel no país

Por Jessica Pinheiro | 25 de Julho de 2018 às 17h16

Esta quarta-feira (25) marca um importante anúncio para a Oi e a Huawei, que assinam uma parceria estratégica para atuar na reestruturação operacional prevista no seu plano de recuperação judicial, que visa a expansão da rede de fibra óptica e o aumento da cobertura de dados móvel.

Os novos contratos com fornecedores de equipamentos vão ajudar a sustentar a transformação de toda a rede de banda larga fixa e móvel da Oi e um novo modelo de negócios está sendo adotado para a implantação da infraestrutura de fibra óptica na casa de seus clientes (Fiber to The Home, ou FTTH). Isso deverá possibilitar a ampliação e aceleração de ofertas dos serviços da companhia, incluindo internet e TV.

Este novo modelo de negócio da implantação de fibra visa maximizar não apenas a rentabilidade dos atuais ativos da Oi para que gere novos investimentos nas regiões do país, mas também atender a demanda de sua base de clientes por uma banda larga mais robusta – algo que já vem sendo implantado em alguns municípios e deverá ser expandido para o restante do país onde chega a rede da Oi.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

(Imagem: Oi)

Esta modernização na rede móvel da Oi também significa que a operadora está se preparando para quando a tecnologia 5G estiver disponível no país, além de ampliar as capacidades dos serviços 4,5G. A estratégia almeja ainda orientar investimentos que se adequam à internet das coisas (IoT).

Além disso, para atender ao volume de tráfego decorrente da ampliação da cobertura móvel da expansão da fibra óptica, a Oi também pretende ampliar a robustez de sua rede ótica de transporte (OTN) de 100 Giga (backbone). Outro plano é ainda atualizar os equipamentos da rede de acesso que compõem a arquitetura de rede conhecida como single edge.

A modernização e otimização da rede da Oi busca trazer maior eficiência operacional, visto que ocorrerão algumas uniformizações. Os contratos preveem que os projetos sejam concluídos em até cinco anos, sendo que o processo já teve início e deverão ser intensificados com os recursos provenientes do aumento de capital de R$ 4 bilhões. Os investimentos seguirão o planejamento desenhado no plano de recuperação judicial.

A parceria com a Huawei foi formalizada nesta terça-feira (24) na sede da empresa em Shenzhen, China, onde diversos representantes de diferentes setores tanto da fabricante quanto da operadora brasileira estiveram presentes.

Fonte: Oi

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.