O segredo do negócio está no suporte

Por Colaborador externo | 04 de Maio de 2016 às 22h15

Por Robson Costa*

Faz parte do senso comum acreditar que comprar um produto da melhor marca trará mais benefícios do que prejuízos, assim como se pode afirmar também que ocorre o inverso com os serviços. Busca-se o serviço mais em conta e percebe-se posteriormente, no final, que foi um belo prejuízo nas contas. Isso acontece o tempo todo no mercado, com empresários e clientes, e é justamente quando falamos em negócios que precisamos estar atentos àquilo que adquirimos ou compramos.

Há necessidade de duvidar dos serviços mais baratos, pois envolve uma série de ferramentas, customizações e integrações essenciais para o bom andamento dos negócios, principalmente na telefonia. Para que tudo funcione perfeitamente não basta apenas oferecer o produto, há de se prestar o serviço com qualidade. Isto quer dizer que uma equipe bem preparada, pronta para dar o suporte necessário, acompanhar todos os processos, configurar e reconfigurar, deve estar sempre à disposição. Infelizmente, devido à demanda do mercado pelos “baixos preços”, nem sempre é o que ocorre.

Muitos prestadores de serviço tentam se desvincular do atendimento posterior com mil desculpas, o que de certo modo faz crescer a demanda por serviços de locação: suporte, manutenção, licenças de uso de ferramentas desenvolvidas e a reposição de equipamentos em casos de mau funcionamento. Os benefícios da locação são diversos para qualquer empresa e é importante buscar companhias que garantam a sustentação deste processo.

O que mais ocorre em termos de manutenção de equipamentos é a queima de alguma peça de conectividade. Neste caso, a empresa prestadora do serviço deve buscar a reposição do equipamento a tempo de assegurar o menor impacto possível para a operação, e assegura que não tenha necessidade de novos investimentos por pequenos danos. O que gera economia e, consequentemente, evita desperdícios financeiros no balanço final do ano. Sem um serviço de qualidade é praticamente certo que haverá uma cobrança com preços e taxas abusivas.

Há uma ideia equivocada do mercado, de crer que o equipamento ou a marca por trás é o único sinônimo de qualidade. Claro que existe uma grande proporcionalidade, mas quando o que importa são soluções, o hardware muitas vezes se torna uma mera ferramenta do software. Ou seja, para que se apegar a um produto mais caro, mesmo sendo um produto estático, onde o cliente tem que se adequar? Quando na verdade pode-se ter maior suporte, ferramentas, soluções e possibilidades de desenvolvimento, a custos mais acessíveis?

*Robson Costa é diretor do Grupo Encanto Telecom.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.