Nokia e Samsung anunciam ampliação de acordo de licenciamento de patentes

Por Redação | 13 de Julho de 2016 às 09h38
photo_camera Nokia

Nokia e Samsung anunciaram a ampliação do acordo de licenciamento de patentes estabelecido por ambas inicialmente em fevereiro deste ano. Com isso, as companhias se aproximam ainda mais e passam a compartilhar ainda mais patentes especificadas em contrato.

Com a ampliação, várias outras patentes entram no acordo, ainda que não se saiba ao certo quais são realmente as propriedades intelectuais que a finlandesa e a sul-coreana poderão utilizar uma da outra. Independente disso, ambas as companhias poderão utilizá-las para desenvolver novas tecnologias e produtos sem limitações.

A Nokia afirmou que, com o acordo, será possível aumentar as receitas de patentes e licenciamento para um valor de cerca de 950 milhões de euros. Já a Samsung não deu qualquer informação sobre o que o acordo significará para ela, mas é possível especular que os ganhos com receitas de licenciamento ou a economia ao utilizar patentes da Nokia irão aumentar de maneira significativa.

Ramzi Haidamus, presidente da Nokia Technologies, comentou que "com os portfólios de propriedade intelectual da Nokia Technologies, Nokia Networks e Alcatel-Lucent, a Nokia conta com uma grande riqueza em tecnologias relevantes para os dispositivos móveis e outros usos". "Damos boas-vindas a esta ampliação do acordo com a Samsung, que reconhece a força de nossos ativos e seguimos buscando novas oportunidades de licenças em bom número de indústrias de todo o tipo", conclui Haidamus.

Para a Nokia, o acordo faz parte da estratégia para retornar ao mercado de dispositivos móveis no futuro próximo, permitindo que a empresa possa criar uma "nova geração de telefones móveis e tablets com a marca Nokia". Recentemente, o negócio de dispositivos móveis da empresa, que havia sido vendido para a Microsoft, foi comprado pela FIH, uma subsidiária da Foxconn. Enquanto que a FIH ficará responsável pela produção dos dispositivos, a HMD Global trabalhará no gerenciamento das vendas e distribuição dos produtos sob a marca Nokia. À companhia finlandesa ficará a responsabilidade de apenas se certificar que sua marca não seja manchada.

Fonte: Techcrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.