Netflix pode comprar o Roku, dizem rumores

Netflix pode comprar o Roku, dizem rumores

Por Claudio Yuge | 08 de Junho de 2022 às 17h23
Dima Solomin/Unsplash

A Netflix já não anda muito bem com suas ações na Bolsa da Valores, e a empresa de gadgets para reprodução de streaming Roku também vem somando queda de papeis desde julho de 2021. Esses fatos, somados a uma suposta mensagem interna da companhia, levam a crer que o Roku, há tempos em busca por uma companhia de conteúdo para estar atrelado ao seu hardware, possa estar perto de um acordo com a Netflix.

Os rumores foram alimentados pelo Business Insider nesta quarta-feira (8). O periódico atribuiu a “fontes familiarizadas com o Roku” uma mensagem sugerindo que os funcionários da companhia tiveram encerradas as janelas de negociações de ações da empresa. Isso normalmente acontece quando informações que podem vir à tona corram o risco de serem usados como dados privilegiados e, claro, afetar os próprios papeis do grupo em bolsas de valores.

Foi o suficiente para que o mercado já se movimente em torno dessa possibilidade, que poderia resultar em uma aquisição que custaria aos cofres da Netlfix cerca US$ 13 bilhões (R$ 63 bilhões), valor de mercado do Roku.

Roku procura por um parceiro como a Netflix há anos

O Roku já procura há tempos algum grande grupo por trás das plataformas de streaming para associar seu hardware. Enquanto compete arduamente com outros dongles de gigantes como Google (Chromecast) e Amazon (Fire Stick), sem contar o Apple TV, a companhia tenta ampliar sua presença de maneira otimizada com os aparelhos de TV.

No ano passado, mesmo com alta de consumo de streaming na pandemia, o Roku decidiu absorver grandes gastos causados por escassez de componentes e custos de expedição. Suas margens de lucro caíram bastante. As ações acumulam queda de quase 80% em relação a julho de 2021 — no final da tarde de hoje, era negociada por cerca de US$ 101,88 (R$ 497,81), com alta de 8%, talvez justamente por conta desses rumores.

Já a Netflix viu suas ações despencarem 40% em abril, quando, pela primeira vez em dez anos, registrou queda de 200 mil assinantes em sua plataforma — no final da tarde de hoje, era negociada por cerca de US$ 202,83 (R$ 991,07), com alta de 4,22%. Isso, somado a reajustes e conteúdo próprio com apelo menor do que o da forte concorrência do Disney+ e do HBO Max, vem obrigando a companhia a olhar para outros horizontes — até mesmo versão com anúncios.

Roku amarga grande queda nas ações desde a metade do ano passado (Imagem: Reprodução/Roku)

Então, a movimentação do mercado se alinha para uma possível aquisição do Roku pela Netflix, já que ambos ainda possuem uma vasta clientela, e, juntos, poderiam se fortalecer para encarar as concorrentes. E, mais, juntas elas até mesmo estariam aptas por oferecer novos produtos e modelos de negócios para os consumidores. Contudo, por enquanto, nenhuma das duas confirma informação alguma sobre esse assunto até o momento.

Vale destacar que essa possível união também poderia favorecer o Google, que, assim, tornaria-se a maior do setor a não ter seu dongle atrelado a nenhuma plataforma de streaming específica. Como dito acima, não confirmação alguma sobre a transação, mas ficamos de olho no que vai acontecer. Continue conosco no Canaltech para saber os desdobramentos dessa possibilidade.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.