IBM dá mais detalhes sobre sua parceria com o Twitter

Por Redação | 23.03.2015 às 22:17 - atualizado em 23.06.2015 às 14:48

A IBM revelou nesta quarta-feira (18) os primeiros frutos de sua parceria com o Twitter, anunciada no final do ano passado. As ações iniciais devem juntar o amplo volume de informações coletadas na rede social em análise da plataforma em nuvem Bluemix.

"A parceria inédita entre a IBM e o Twitter vai ajudar as empresas a tirarem partido de milhares de milhões de conversas em tempo real para tomar decisões mais inteligentes", disse Glenn Finch, líder global de Big Data e Analytics para a IBM Global Business Services. "Através de capacidades tecnológicas únicas, os dados do Twitter conseguem agora informar as empresas sobre as melhores estratégias de negócio".

A IBM já conta com uma lista de 100 empresas que usaram os relatórios do Bluemix sobre os dados do Twitter para tomar suas decisões de mercado. Ao automatizar a análise de dados e a visualização dos comentários do microblog, o Watson Analytics, ferramenta que faz parte do Bluemix, pode dar aos profissionais de negócios a capacidade de incluir as informações coletadas em qualquer projeto. Isso permite identificar e explicar os padrões e relacionamentos ocultos, além de acelerar o entendimento de comportamentos e prever tendências.

Para ilustrar, a IBM deu dois exemplos do serviço em ação. A primeira mostrou como um gerente de supermercado pode usar o Watson Analytics incorporado ao Twitter para entender o que os clientes esperam da loja, olhando para os tweets e certificando-se de que os produtos e serviços foram entregues da maneira adequada. O segundo exibiu como os analistas num banco global têm sido capazes de encontrar e monitorar conversas sobre uma série de diferentes temas no microblog — como posts sobre empresas específicas — utilizando um aplicativo construído a partir do Bluemix.

A IBM também divulgou conclusões sobre o serviço, a partir de avaliação com as 100 primeiras empresas que vê utilizando-o desde outubro do ano passado. Uma delas é que, mesmo com uma noção de economia global, todos ainda agem com o pensamento local. Por exemplo, a rotatividade de funcionários nas empresas de varejo afeta diretamente os consumidores mais leais. Outra diz respeito ao Twitter, que mostrou uma forte demanda para a indústria do vestuário. Os comentários individuais postados no microblog podem ajudar a construir tendências mundiais.

Depois dessa fase inicial mais experimental, a IBM agora se diz preparada para avançar com esses serviços no mercado. Mais de 4 mil profissionais da companhia já foram treinados para acessar os dados do Twitter através da plataforma Bluemix. Segundo a empresa, esses agentes estão capacitados em enriquecer os dados da rede social, com recursos analíticos de soluções para a indústria a partir de serviços baseados em nuvem.

A IBM não é a única a oferecer análise de dados de mídia social e tem rivais, incluindo Adobe, Oracle e Salesforce, bem como uma série de startups, como DataSoft. Para vencer a concorrência, a companhia aposta na abrangência de suas fontes de coleta de dados, que pode superar as outras empresas do setor.

Via TechRadar e IBM.

Fonte: http://www.techradar.com/news/software/applications/ibm-gives-details-for-its-first-enterprise-apps-with-twitter-analytics-1288713?src=rss&attr=all