Governo chinês pediu interdição de fábrica da Tesla por conta do coronavírus

Por Wagner Wakka | 30 de Janeiro de 2020 às 11h12
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

O governo chinês ordenou que a fábrica da Tesla em Xangai fosse interditada em função dos perigos do coronavírus. A informação veio do chefe financeiro da companhia, Zach Kikhorn, em ligação para investidores. Segundo o executivo, a exigência deve diminuir levemente a rentabilidade da fabricante no primeiro trimestre de 2020.

“Neste ponto, estamos esperando entre uma a uma semana e meia de atraso no cronograma do Model 3 em Xangai por conta da interdição ordenada pelo governo”, disse o executivo.

A Tesla faz parte de um grupo de companhias afetadas pela interdição chinesa para evitar a disseminação do coronavírus, cujo epicentro foi identificado no país. Um grupo de empresas também foi notificado com interdição até 9 de fevereiro.

A fábrica da Tesla na China começou a entregar os primeiros Model 3 no final do ano passado, com a proposta de ser o novo grande ponto da empresa mundialmente. O país asiático é tido como maior mercado de carros elétricos do mundo, por isso a presença da companhia na região é estratégica para aumentar suas vendas e receita.

Ainda, a Tesla buscava fugir de questões alfandegárias e guerras econômicas entre os Estados Unidos e China, permitindo que o modelo seja mais competitivo na região.

O coronavírus foi identificado em Wuhan em dezembro do ano passado e infectou centenas de pessoas em uma série de países. Aqui no Brasil, ainda não há casos confirmados, com a manutenção apenas de suspeitas até o momento.

Além da Tesla, o Google também já informou que está interditando seu escritório na China pelo mesmo motivo. Outras gigantes como Apple e Facebook mudaram planos de viagens de executivos para evitar o vírus.

Fonte: Tesla Investor

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.