Elon Musk volta a disparar farpas contra jornalistas

Por Redação | 05 de Julho de 2018 às 13h51
DepositPhotos
Tudo sobre

Tesla

Elon Musk voltou a girar o seu chicote mirando na grande mídia. O CEO da Tesla Motors acusou repórteres da agência de notícias Reuters e do site Business Insider de espalhar notícias falsas ou histórias enganosas. Também sobrou para a rede de TV a cabo estadunidense NBC, que foi acusada de utilizar informações de uma agência de análise mal avaliada por sua baixa taxa de sucesso em previsões.

Em resposta a um usuário do Twitter que perguntava se “a Reuters é tendenciosa em relação à Tesla?”, Musk disparou:

“A @Reuters é implacavelmente negativa em relação à Tesla. Eles acabaram de publicar um artigo falso afirmando que a produção do [Model] S na semana passada estava defasada em 800 carros. Mas a produção anual dos modelos S e X é de aproximadamente 100 mil unidades, isto é, 1,9 mil por semana. Na semana passada, a Tesla construiu 1,913 mil unidades do S/X, com aproximadamente 50% para cada, o que estava bem dentro da meta.”

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já o repórter Sal Rodriguez, da Reuters, levou uma farpa por enviar congratulações de aniversário no mínimo de mau gosto ao CEO. Ao dar os parabéns a Musk via Twitter, Rodriguez aproveitou para anexar um link para um artigo atestando que o Model 3 estaria produzindo abaixo do esperado – sem alcançar as 5 mil unidades semanais pretendidas pela companhia -, ao que o executivo respondeu:

“Uau! Então @sal19 e a @Reuters publicam um artigo enganoso sobre a produção do Model 3 seguida por um tweet maldoso enviado a mim no dia do meu aniversário? Bom trabalho, @sal e @Reuters.”

Por fim, Musk dispara contra Linette Lopez, do Business Insider. De acordo com o executivo, Lopez publicou “várias notícias falsas” sobre a fabricante, afirmando ainda que a jornalista teria subornado um ex-funcionário para obter informações sigilosas. Até o momento, nenhum dos desafetos do fundador da Tesla se manifestou publicamente.

O relacionamento tradicionalmente conturbado entre Elon Musk e os jornalistas (sobretudo dos EUA) levou o executivo a considerar o lançamento de uma plataforma para avaliar profissionais e veículos de mídia. Batizada de Pravda, a ferramenta teria funcionamento semelhante ao de apps como o Uber, em que o usuário pode expressar sua satisfação após cada interação. Contudo, a coisa toda não parece ter ido além de uma alfinetada no setor.

Fonte: Elon Musk (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.