Siga o @canaltech no instagram

Disney assume controle operacional do Hulu

Por Felipe Demartini | 14 de Maio de 2019 às 17h11
Tudo sobre

Hulu

Saiba tudo sobre Hulu

Ver mais

Já dona de mais de metade das ações do Hulu, a Disney agora é, oficialmente, a responsável operacional pelo serviço. A notícia foi divulgada nesta terça-feira (14), ainda repercutindo dois grandes movimentos no mercado de mídia: a compra da Fox pela empresa de Mickey e, também, a aquisição de uma parcela que pertencia à AT&T na plataforma de streaming de seriados. Além de acionista majoritária, a gigante agora tem total controle sobre ela.

Mais do que isso, em recentes apresentações, a Disney citou o Hulu como um dos pilares de sua plataforma de conteúdo online, ao lado de serviços como o Disney+, ainda a ser lançado, e nomes como ESPN e Hotstar, com grande foco na Índia. Quando se observa, a divisão entre conteúdos fica clara, com um espaço para produções originais, outro para televisão, um terceiro para esportes e o quarto com olhar regional, em um dos maiores mercados consumidores (e também criadores) do mundo.

O controle operacional do Hulu também faz parte de um acordo entre a Disney e a Comcast, que ainda detém uma parcela de 33% do serviço. A telecom sairá do lado da gigante para, inclusive, competir com ela nesse mesmo espaço, com o lançamento de um serviço próprio ligado à NBCUniversal, de quem também é dona, enquanto mantém suas ações em dia e, claro, recebe dividendos oriundos dela.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O contrato se mantém assim até janeiro de 2024, quando as coisas podem mudar de diferentes maneiras. O controle operacional sobre o Hulu permanece de forma inalterada, até porque a Disney é acionista majoritária da plataforma, mas a Comcast pode tomar diferentes decisões em relação à sua parcela, de acordo com o andamento das coisas ao longo dos próximos cinco anos. Ela pode, por exemplo, fazer uma oferta de venda ao Mickey Mouse, de acordo com valores atualizados, diluir os próprios papéis ou até mesmo investir mais dinheiro no serviço de séries.

Outras garantias que se mantém em vigor também podem ser usadas como trunfos nas negociações daqui a cinco anos. Como parte do acordo, as séries da NBCUniversal continuam podendo ser transmitidas pelo Hulu até o final de 2024, o que inclui até mesmo o streaming exclusivo de alguns títulos atuais e vindouros, bem como canais ao vivo. Em cinco anos, porém, as coisas podem mudar bastante, de acordo com os caminhos que a Disney seguir a partir deste ano, quando começa a acelerar forte no mercado de entretenimento online.

Até lá, os olhos da empresa estão voltados para outro negócio bilionário também envolvendo o Hulu. Depois de formalizar a aquisição da Fox, anunciada neste começo de ano, a companhia também acompanha agora o processo de compra de uma parcela de 9,3% do serviço de streaming, que pertence à operadora de telefonia americana AT&T. A aquisição tem um valor estimado de US$ 1,43 bilhão.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.