Crise como sinônimo de transformação

Por Jorge Sukarie Neto
photo_camera Divulgação

Estamos enfrentando um momento desafiador no Brasil, com uma instabilidade política, que desencadeou uma crise econômica e fiscal, gerando incertezas sobre a capacidade do país em voltar a crescer no curto prazo a taxas atraentes. A expectativa é de queda de 3% no PIB para este ano e 1,6% em 2016.

O setor de TI, assim como todos os demais segmentos, vem sofrendo com esse cenário pessimista para o país. Apesar de ser um mercado que cresce sempre mais que a média da economia geral, a expectativa do início do ano de crescer algo em torno de 7% sobre 2014 deve ter um resultado final inferior ao previsto.

Então, como transformar um cenário tão adverso em uma oportunidade para uma empresa do setor de TI? Com quase 30 anos administrando meu próprio negócio, já tive a oportunidade de enfrentar diversos momentos difíceis no passado. Posso dizer que a empresa sofreu, mas passou pelo Plano Cruzado, do falecido Ministro Dílson Funaro; pelo Plano Collor, no início da década de 90; pelo Plano Real, em 1994; pela Crise da China, em 99 e mais recentemente pela a crise econômica iniciada nos Estados Unidos em 2008. O que aprendi é que esta situação traz sempre uma oportunidade para que as empresas com boa gestão e visão de mercado possam sair mais fortalecidas.

A receita não é muito difícil e nada que você não tenha ouvido antes, mas a essência é uma postura determinada e perseverante. E, claro, com olhar atento para alguns pontos cruciais de uma boa administração.

Primeiro deles, uma gestão financeira firme e forte. O controle de fluxo de caixa é fundamental para o sucesso em momentos de crise. Ter uma boa gestão do crédito dos clientes e reduzir as despesas avaliando criteriosamente todas as fontes de financiamento do negócio são algumas ações para otimizar a estrutura financeira. Desta forma conseguimos mais garantia de que o negócio conseguirá enfrentar esses momentos instáveis.

Do lado do negócio em si, se torna imperativo que se revise todos os processos. Em momento de crescimento econômico, é muito comum as empresas crescerem de forma desordenada e, normalmente, sem muito controle. “Surfando a onda da bonança”, dizem alguns. Quando o negócio fica mais difícil, chega a hora de avaliar o que está dando certo para que se possa focar no essencial e deixar de lado o que não vai tão bem ou que está comprometendo a empresa. Chega a hora de reduzir custos para aumentar a eficiência com uma boa gestão das receitas e uma avaliação das linhas de produtos ou unidades que devem permanecer ou não no negócio.

Ajustadas as áreas financeira e de negócio, o olhar precisa se voltar para novas oportunidades e como ser mais inovador. O setor traz inúmeras tecnologias, como Nuvem, Big Data e Mobilidade, entre outras, que podem ser o diferencial necessário para empresas de todos os setores da economia conseguir ser mais produtivas e competitivas. Identificar uma oportunidade com uma dessas novas tecnologias pode transformar sua empresa em pioneira na oferta de alguma solução que rapidamente possa ter uma adoção em larga escala, fazendo com que ela se destaque e na esteira o seu próprio negócio.

Sempre, mas especialmente em momentos conturbados, uma boa gestão financeira e de negócio aliada a uma oferta diferenciada de soluções com base nas novas tecnologias disponíveis, ou que ainda estejam por vir, fará a sua empresa aproveitar ao máximo o momento e criar assim a sua própria ‘onda’.