Cofundador da Oculus VR deixa a empresa

Por Nathan Vieira | 13 de Agosto de 2019 às 17h58
Slate

Na tarde desta terça-feira (13), por meio de uma postagem no Reddit, o cofundador da Oculus VR (companhia pertencente ao Facebook) anunciou que está deixando a empresa. Ele era o último cofundador que ainda estava na Oculus, o que levanta suspeitas em torno de um possível desentendimento. No entanto, ainda não está claro se a saída foi pacífica ou se, de fato, aconteceu alguma rusga lá dentro.

“Depois de sete anos incríveis, decidi deixar a Oculus/Facebook”, o executivo anunciou na rede social. Ele fala sobre o início da empresa, num contexto em que os óculos de realidade virtual eram considerados algo fictício, então não sabia se seria levado a sério. "Não tínhamos certeza de que atingiríamos nossa meta original de US$ 250 mil. Mas essa comunidade se uniu e ajudou a tornar possível a realidade virtual. Avanço rápido apenas alguns anos depois, e a realidade virtual está mudando a vida das pessoas todos os dias", acrescenta o cofundador da empresa.

Mitchell ainda afirma que a realidade virtual ainda está no limite da tecnologia, e que a comunidade continua sendo pioneira no caminho a seguir. "O que vem pela frente é sempre desconhecido, e é isso que torna emocionante", declara. Segundo a postagem, Mitchell está tirando um tempo para viajar, conectar com a família e recarregar as energias. "É claro que ainda farei parte dessa comunidade, mas terei um papel muito menor a desempenhar", ele completa.

Ele termina a postagem com uma despedida e agradecimentos: "Espero que a incrível equipe do Facebook continue a surpreender e nos encantar com essa missão de construir a próxima plataforma de computação. Eu não posso esperar para ver o que vem a seguir. Para todos aqui: obrigado por sua paixão e criatividade. Obrigado por acreditar no impossível. Obrigado por nos inspirar todos os dias. Obrigado por 7 anos incríveis", e deixa uma foto do Oculus Connect 2 em 2015, que considera como uma de suas melhores lembranças:

"Oculus Connect 2 em 2015, uma das minhas melhores lembranças de toda essa aventura", diz Mitchell (Foto: Reddit)

A partida vem um pouco antes da conferência anual de desenvolvedores de realidade virtual do Facebook, a Oculus Connect 6, programada para 25 e 26 de setembro. Os fundadores de empresas de propriedade do Facebook têm saído do QG em um ritmo bastante acelerado nos últimos anos. O outro cofundador da Oculus, Palmer Luckey, saiu em 2017, e foi seguido por Brendan Iribe (que também foi cofundador da empresa) no final de 2018. Os cofundadores do Instagram e do WhatsApp também deixaram seus cargos no ano passado.

Fonte: Reddit via Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.