CEO da Uber diz que abertura de capital da empresa segue conforme o planejado

CEO da Uber diz que abertura de capital da empresa segue conforme o planejado

Por Rafael Arbulu | 06 de Setembro de 2018 às 14h57
Reprodução

A Uber não deixará que as recentes investigações da empresa sobre discriminação salarial entre gêneros, bem como as de assédio que minaram a imagem da empresa no último ano e meio, atrapalhem os planos de abertura de capital da empresa para 2019. Durante um evento de mídia realizado nos EUA, o CEO Dara Khosrowshahi declarou à Reuters que o IPO seguirá sua programação normal e as investigações mencionadas “não serão um fator de risco” para o processo.

Khosrowshahi ainda ressaltou que a Advanced Technologies Group, o braço da Uber para pesquisas no setor de automóveis autônomos, não fará parte do IPO “por enquanto”. “Definitivamente, é um grande asset com o qual estamos construindo e poderemos monetizá-lo em qualquer forma que desejarmos. [Vender] Não é algo em que pensamos nesse momento”. As atividades do grupo encontram-se temporariamente suspensas enquanto investigações determinam as causas de um veículo autônomo da Uber ter se envolvido em acidente fatal em março deste ano.

O CEO da Uber Technologies, Dara Khosrowshahi, disse que os planos de IPO da empresa seguem conforme o planejado para 2019 (Imagem/Captura: Reuters)

Em julho, a montadora japonesa Toyota disse querer investir US$ 500 milhões na Uber para ter papel de co-desenvolvedora de carros autônomos. “Ficamos muito felizes de começar com a Toyota, mas não vamos parar por aí”, disse Khosrowshahi ao afirmar que o Advanced Technologies Group será uma das ofertas da Uber após a abertura do capital, mas que ele terá liberdade de criar parcerias com outras empresas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A rival Lyft, que finalizou recentemente as pesquisas para determinar investidores de sua própria IPO, deve realizar a abertura de capital no início de 2019, antes da Uber. Sobre isso, Khosrowshani disse não haver preocupações, visto que o executivo acredita que a demanda de mercado é grande o suficiente para ambas as empresas. “Historicamente, já houve diversos investimentos para Uber, Lyft etc., e eu não acho que isso vá mudar. Estamos perseguindo um mercado enorme”.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.