CEO da Netflix avisa: volta ao escritório somente com funcionários vacinados

CEO da Netflix avisa: volta ao escritório somente com funcionários vacinados

Por Felipe Ribeiro | 08 de Setembro de 2020 às 10h54
Reprodução/Pixabay (napoleonschwan)

Por mais que os casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2) não parem de aumentar, sobretudo em países populosos como Estados Unidos, Índia e Brasil, as empresas já começam a vislumbrar um futuro para a volta da normalidade em suas atividades. A Netflix, por exemplo, por meio de seu CEO, Reed Hastings, já decretou: o retorno ao escritório só acontecerá com boa parte dos funcionários vacinada.

Em entrevista ao The Wall Street Journal, o mandatário da gigante do streaming revelou que a equipe ficará em casa até 2021, tempo suficiente para que as vacinas comecem a sair no mercado. Ele, inclusive, não se mostra muito a favor do trabalho remoto, alegando que as reuniões presenciais fazem muita falta.

"Não poder se reunir pessoalmente, principalmente internacionalmente, é muito negativo. Estou super impressionado com os sacrifícios das pessoas. Se eu tivesse que adivinhar, a semana de trabalho de cinco dias se tornará quatro dias no escritório, enquanto um dia é virtual de casa. Aposto que é aí que muitas empresas acabam", disse Hastings, que complementou: "12 horas após a confirmação da vacina, todos voltarão ao escritório".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Hastings: "12 horas após confirmação da vacina, todos no escritório" (Imagem: Gonzalo Fuentes/ Reuters)

Apesar desse tom bem contrário ao home office, os prazos que o presidente executivo da plataforma de streaming determinou para a volta ao escritório não é muito diferente de outras gigantes da tecnologia. O Facebook e o Google, por exemplo, dizem que seus funcionários ficarão em casa até metade de 2021. Amazon e Microsoft, por sua vez, são mais otimistas e planejam o retorno em janeiro do ano que vem.

Será que o CEO da Netflix está com pressa? Vamos observar.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.