Broadcom não chega a acordo para compra da Symantec

Por Felipe Ribeiro | 16 de Julho de 2019 às 13h50
Broadcom
Tudo sobre

Symantec

Saiba tudo sobre Symantec

Ver mais

A empresa de segurança cibernética Symantec se afastou das negociações para uma eventual fusão com a fabricante de chips Broadcom devido a divergências de preço, de acordo com pessoas envolvidas nas tratativas. Segundo apurado pela Reuters, a decisão da Symantec levanta novas questões sobre o futuro deste que é um dos maiores fornecedores de software antivírus dos Estados Unidos. A companhia está à procura de um novo CEO e tem lutado para expandir seus negócios para atender suas demandas.

Não foi possível determinar por que as negociações de preço tiveram essa ruptura. Na semana passada, a Broadcom estava disposta a oferecer até US$ 28,25 (R$ 105,94, na cotação atual) por ação e esperava assinar um acordo na segunda-feira (16), disse uma das fontes. É possível, ainda segundo essas mesmas fontes ouvidas pela Reuters, que as conversas entre os dois lados recomecem.

As fontes pediram para não serem identificadas porque o assunto é confidencial. A Broadcom e a Symantec não responderam aos pedidos de comentários.

Ações da Symantec caíram 12% após interrupção nos negócios com a Broadcom/Imagem: Symantec 

Efeitos no mercado

Logo após nessa notícia, as ações da Symantec caíram 12%, indo para US$ 22,43, na segunda-feira de manhã, o que lhe rendeu um valor de mercado de US$ 14 bilhões. As ações da Broadcom, por sua vez, subiram 2%, chegando aos US$ 291,32.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.